Menu

Com a pandemia do corona vírus mais dois filmes se juntam aos diversos adiamentos de lançamentos de filmes nesse ano, agora o filme Mulher-Maravilha 1984, a esperada sequência com o retorno da heroína Diana (Gal Gadot) e de Steve Trevor (Chris Pine) foi adiado, assim como o filme solo da Viúva Negra, protagonizado pela membro dos Vingadores e super-espiã Natasha Romanov (Scarlet Johansson), com Florence Pugh como Yelena Belova, Rachel Weiss e David Harbour. E afinal como devemos lidar com esses adiamentos?


Depois de uma década de espera por um filme solo da única membro feminina do grupo dos Vingadores, os fãs terão de esperar um pouco mais, a Disney e a Marvel adiaram a data de lançamento Viúva Negra e ainda não temos uma nova data de lançamento anunciada ainda e o trailer final do filme já foi lançado. Ainda não se tem notícia sobre o lançamento de Os Eternos, estrelado por Angelina Jolie, Richard Madden e Kit Harrington, mas é muito possível que ele seja adiado, contando com a já conhecida fórmula da Marvel de inserir uma aparição ou uma cena pós-créditos que se conecta com um filme seguinte de sua franquia. 


Enquanto isso tivemos o anúncio de que Mulher-Maravilha 1984 foi adiado para dia 14 de agosto desse ano, além disso outros filmes como o musical Em Um Bairro de Nova York e a animação Scoob! também foram adiados, porém sem data prevista. E com as interrupções das gravações de O Batman e O Esquadrão Suicida, é possível que esses próximos filmes também tenham suas futuras datas de lançamentos adiadas.




Créditos

Texto: Felipe Lima
Revisão: Felipe Lima




Steven Universe Future - a continuação de Steven Universo - está chegando aos seus episódios finais.



Together Forever


Steven Universe Future consegue entregar um episódio bastante bem estruturado aqui, apesar do conceito estranho e que parece vir de qualquer lugar: Steven quer continuar fazendo parte da vida de Connie, mesmo depois que ela for para a faculdade e para isso ele decide propor ela em casamento.Por mais que esse conceito pareça uma enorme extrapolação (e tecnicamente é mesmo) nesse episódio funciona bem, mais numa veia de "a vida real não funciona assim" e o episódio não esconde o resultado que todos nós já esperamos dele. 

A explicação de Rubi e Safira sendo extremamente empolgadas com a ideia de Steven pareceu coerente, apesar de um pouco fora do personagem para Safira não saber que o plano de Steven daria completamente errado. Mas a aparição final de Garnet e a cena do bolo pareceram completar o episódio.

O pedido de casamento foi lindo e os dubladores originais realmente conseguiram vender os sentimentos dos personagens e principalmente o impacto seguinte - um silêncio terrivelmente calmo depois da suave rejeição, o som do mar, realmente a produção desse episódio deu tudo de si para conseguir criar um impacto sentimental. Um episódio muito bem feito, embora previsível como não tínhamos em muito tempo.


Growing Pains


Finalmente fomos recompensados com um episódio que traz lógica e coerência para toda essa temporada. 

Se tínhamos achado que o comportamento do Steven estava completamente bizarro ou que a maneira que ele estava encarando pequenos momentos insignificantes de conflito com seus amigos agora sim isso tudo faz sentido.

E a maneira de lidar com os traumas passados foi brilhantemente executada. A única reclamação talvez seja de que não vamos mais conseguir assistir os episódios passados de Steven Universo sem pensar no quão horríveis são aquelas coisas que estão acontecendo e em como isso irá marcar e perseguir Steven por um longo tempo.


Parece estranho que Steven só tenha visitado um médico nesse momento de sua vida, mas isso parece fazer sentido no contexto mágico da série, especialmente pelos poderes curativos de Steven. Mas talvez a parte mais impactante tenha sido o final, com um confronto de Steven dos seus sentimentos e problemas, de suas crises e como seus poderes tem começado a assumir o controle. A série parece finalmente começado a tocar em pontos que antes não tinha tocado e crescer nesse sentido de um arco mais satisfatório para esse final. 


Steven Universe Future melhorou bastante, os seus episódios parecem estar rumando para um caminho mais claro, mais interessante e o modo como os sentimentos e conflitos dos personagens está sendo lidado está mais definido. Só podemos esperar agora para saber a resolução da história de Steven e as Gems.


Créditos

Texto: Felipe Lima
Revisão: Felipe Lima

A pandemia do corona vírus CO-VID 19 tem causado não apenas problemas no lançamento dos filmes com o fechamento dos cinemas, mas também na produção de grandes lançamentos futuros e nas filmagens de séries. 


As filmagens do terceiro filme da série Animais Fantásticos que deveriam ser iniciadas nessa segunda-feira (16) foram adiadas pela Warner Bros. por tempo indeterminado, como noticiado pelo Deadline. Além disso as gravações do filme The Batman, dirigido por Matt Reeves e protagonizado por Robert Pattinson foram canceladas por tempo indeterminado.

O ator Idris Elba que está no elenco de O Esquadrão Suicida de James Gunn confirmou que foi diagnosticado como positivo para corona vírus e terá de se ausentar por tempo indeterminado das filmagens. 

As filmagens de Avatar 2 - a sequência do filme dirigido por James Cameron em 2009 também foram adiadas pelo risco do contágio, assim como a produção da adaptação live-action de Uncharted, protagonizada pelo ator Tom Holland (Vingadores: Ultimato Homem-Aranha: De Volta ao Lar).

A Disney também interrompeu a produção de muitos de seus filmes: as gravações do remake live-action de A Pequena Sereia estrelado por Halle Bailley e Melissa McCarthy produzida pela Disney foram suspendidas, assim como as filmagens de próximos lançamentos da Marvel como Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis, protagonizado pelo ator Simu Liu e séries para a plataforma de streaming da Disney Plus como Loki, Wanda VisionO Falcão e o Soldado Invernal e o reboot de Esqueceram de Mim.



Além das filmagens de longas-metragens estarem sendo adiados como forma de prevenção ao corona-vírus as gravações de séries também estão sendo adiadas ou canceladas e remarcadas sem data exata para retorno. As filmagens finais da quarta temporada de Stranger Things foram adiadas, apesar da leitura dos roteiros terem sido anunciada recentemente e um teaser trailer ter sido lançado pela Netflix.

A produção da segunda temporada de The Witcher também foram foi adiada. As gravações que ocorrem no Reino Unido foram suspensas como forma de prevenir o contágio de membros da equipe. As filmagens da quarta temporada de The Handmaid's Tale também foram adiadas devido ao corona vírus, de acordo com uma notícia do site IndieWire e as filmagens da série de O Senhor dos Anéis produzida pela Amazon foram suspensas na Nova Zelândia como consequência ao fechamento das fronteiras do país do dia 13 e não há nenhuma confirmação de uma data para o retorno das gravações.

Outras séries que tiveram suas produções afetadas pela pandemia incluem: Supernatural, Lucifer, Grey's Anatomy, The 100, Flash, Riverdale Carnival Row.


Sobre o Corona Vírus e Métodos de Prevenção


A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou pandemia do vírus com o aumento de casos registrados ao redor do mundo e segundo o monitoramento da Universidade Johns Hopkins nos EUA, foram registradas cerca de 7.074 mortes em decorrência do vírus. Nesta terça-feira (17) 314 casos foram registrados no Brasil em 17 estados e no Distrito Federal e a primeira morte pelo corona confirmada em São Paulo.

Os sintomas mais comuns do corona vírus são tosse, febre alta (acima de 37º), dificuldade respiratória aguda, dores no corpo, congestionamento nasal, inflamação na garganta e insuficiência renal. 

Recomenda-se para evitar se contaminar ou transmitir o vírus lavar bem as mãos, usar álcool 70% para limpar as mãos antes de encostar em área do rosto em público, evitar multidões, tossir ou espirrar na parte interna do cotovelo e principalmente evitar sair de casa caso se apresente sintomas ou utilizar uma máscara se for sair para prestar os exames para confirmação de contágio do vírus.



Créditos

Texto: Felipe Lima
Revisão: Felipe Lima



Depois de um início desastroso para o planejado e alarmado Dark Universe - um universo compartilhado dos monstros da Universal Pictures, a ideia de reboots modernizados de filmes clássicos de monstros como "A Criatura da Lagoa Negra" ou "Drácula", parece ter voltado à tona com o sucesso de O Homem Invisível.




Segundo o site de notícias Hollywood Reporter, a Universal Pictures estaria iniciando negociações com o diretor John Krasinski (de Um Lugar Silencioso) para dirigir ou produzir o remake do filme clássico A Noiva do Frankenstein, algo que já tinha sido alvo de especulações e rumores. Esse projeto estaria sendo realizado também pela produtora dos novos filmes do Homem-Aranha, Amy Pascal, que conhecidamente tem uma rixa com a atriz Angelina Jolie, que anteriormente, segundo alguns rumores, seria escalada para viver a personagem principal.

Ainda não se sabe muito sobre o filme ou se a produção deve seguir em frente.

Enquanto isso a Universal anunciou um novo filme do Drácula, dirigido por Karyn Kusama de Garota Infernal (2009) e produtora da antologia de horror XX (2017), e como foi com Homem Invisível, será produzido pela Blumhouse. Muito provavelmente esse filme não seguirá a narrativa deixada pelo Drácula - A História Não Contada (2014) protagonizado por Luke Evans.

É preciso notar que a diretora Karyn Kusama costuma trabalhar com temas femininos e feministas em seus filmes e a antologia de horror que ela produziu eram de curtas-metragens dirigidos por mulheres. 


Ainda não se sabe sobre outras produções como o filme solo de Van Helsing e os remakes de O Lobisomem, O Fantasma da Ópera, O Monstro da Lagoa Negra e O Corcunda de Notre-Dame.


Créditos

Texto: Felipe Lima
Revisão: Felipe Lima


Devido aos riscos alarmantes de contágio da pandemia do coronavírus (COVID-19) diversos lançamentos de filmes foram adiados, alguns ainda com nenhuma previsão de nova data de estreia. 

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou pandemia do novo vírus com o aumento de casos registrados chegando a 118 mil ao redor do mundo e aqui no Brasil até agora 143 casos registrados.

Dentre as estreias que foram adiadas estão os longas nacionais A Menina Que Matou os Pais e O Menino Que Matou Meus Pais, que iriam tratar das duas versões do caso de Suzane Von Richthofen e teriam sua estreia em 2 de agosto.

Além deles a esperada sequência do filme de suspense de 2018, Um Lugar Silencioso - Parte 2 que teria sua data de estreia em 19 de março foi adiado por tempo indeterminado num anúncio da Paramount nesta quinta-feira (12). O nono filme da franquia Velozes de Furiosos que também teve sua estreia adiada contudo já tem previsão para chegar aos cinemas, o longa que tem novamente como protagonista o ator Vin Diesel teve sua data de estreia marcada para abril de 2021.

E principalmente, os grandes lançamentos da Disney e dos Estúdios Fox também tiveram suas datas de estreia adiadas:


Mulan, o remake live-action da animação de 1998 que teria sua data de estreia nos cinemas brasileiros no dia 26 de março, Os Novos Mutantes, que já teve sua data de estreia mudada pelo menos três vezes e agora deveria chegar aos cinemas no dia 3 de abril e o longa de terror Espíritos Obscuros produzido pelo diretor Guillermo Del Toro que iria estrear em 17 de abril foram todos adiados sem data prevista.



Além desses outros filmes tiveram suas datas realocadas como 007 - Sem Tempo para Morrer, cuja estreia agora está prevista para 25 de novembro, a comédia Lovebirds e a animação Trolls 2, cujas datas não tem previsão ainda, mas devem estrear esse ano ainda.

Créditos

Texto: Felipe Lima
Revisão: Felipe Lima


A DC já tinha anunciado há algum tempo o filme solo do Adão Negro protagonizado por Dwayne Johnson, The Rock como o próprio Adão Negro, mas agora está confirmado que o longa começará a ser produzido e agora já parece justo reunir todas as informações que temos sobre esse filme e como ele deve se encaixar dentro do Universo Estendido da DC.

A origem do Adão Negro



O Adão Negro nas HQs é um dos vilões e o arqui-inimigo do Shazam, sendo basicamente uma versão maligna do mesmo. Na sua primeira história de origem, o mago Shazam ainda na época do Egito Antigo teria oferecido os seus poderes para o filho do faraó Ramsés II, Teth-Adam, que se tornou o primeiro Shazam, entretanto seduzido e corrompido pelo poder ele acabaria sendo exilado pelo próprio mago em outra dimensão. Em um dos retcons que foram feitos na origem do Adão Negro foi que sua origem teria acontecido no país de Kahndaq, embora estivesse ainda ligada ao Gavião Negro e a Mulher-Gavião, que nas HQs foram dois comandantes do planeta Thanagar que pousaram no Egito Antigo e comandaram o povo durante alguns anos.

A Sociedade da Justiça da América



Sabemos que Adão Negro será dirigido por Jaume Collet-Serra (A Orfã) e com roteiro de C. C. Beck e Adam Sztykiel (Rampage) e rumores apontam que o filme deve se passar tanto na Antiguidade, com o Egito Antigo e durante a década de 50, além disso o longa deve contar com a aparição da Sociedade da Justiça da América.

A Sociedade da Justiça da América é um dos grupos de super-heróis mais antigos que teve sua primeira aparição durante a Era de Ouro dos quadrinhos e que precede a Liga da Justiça, dentre os personagens clássicos da equipe que devem aparecer no filme estão o Capitão Átomo, o Senhor Destino e a Stargirl - que inclusive deve ganhar uma série na CW - além da Mulher-Gavião e do Gavião Negro que também fizeram parte da Sociedade da Justiça nas HQs. Talvez o Adão Negro acabe despertando no mundo moderno na década de 50 e acabe tendo que enfrentar a Sociedade da Justiça ou será que eles irão se unir contra um inimigo em comum?

Shazam ou Superman? 


Adão Negro é o arqui-inimigo do Shazam e com esse filme solo um futuro confronto dele com o super-herói é inevitável, contudo, com a cena pós-créditos do filme Shazam é bem possível que esse confronto seja adiado. Nessa cena, o Dr. Silvana é visitado em sua cela pelo vilão Sr. Cérebro e provavelmente essa dupla será quem irá causar o conflito no segundo filme.

Nesse caso num futuro próximo depois do lançamento desse primeiro filme do Adão Negro quem poderia ser a pessoa que irá enfrentá-lo? Muitos fãs especulam que essa poderia ser a chance de uma volta de Henry Cavill interpretando Superman, fazendo uma aparição em uma luta contra o Adão Negro.

A participação do Adão Negro interpretado pelo The Rock parece mais que inevitável em outros filmes, seja enfrentando o Superman ou o Shazam e com a aparição da Sociedade da Justiça da América os filmes parecem que irão se conectar novamente.

Além disso o plano para um universo compartilhado parece estar novamente tomando forma para a DC. A recepção positiva entre os fãs que o anúncio de elenco e primeiras imagens de "O Batman" de Matt Reeves parece um bom indicativo, se o filme funcionar tanto o elenco de Batman e de Aves de Rapina possuem opções contratuais de fazerem aparições em futuras sequência e/ou filmes solo.

Embora não se saiba também se o filme do Adão Negro será para maiores de dezoito, o estúdio parece estar se tornando mais confortável em suprir os fãs com filmes de super-heróis para adultos. Coringa, o maior e mais recente sucesso da pareceria DC/Warner Bros. e "R-rated" nos cinemas americanos e Aves de Rapina foram um fator chave para esta nova visão, também não se sabe se O Esquadrão Suicida, um reboot/continuação dirigido por James Gunn seguirá por este caminho, que parece uma estratégia inteligente, uma vez que os estúdios Fox - os primeiros a se aventurar em filmes de quadrinhos com classificação +18 com Deadpool e Logan - foram comprados pela Disney e ainda não se é claro se tais projetos irão continuar.


Créditos

Texto: Felipe Lima
Revisão: Felipe Lima


O Homem Invisível dirigido por Leigh Wannell e protagonizado por Elisabeth Moss (O Conto da Aia) consegue surpreender com uma nova versão da história clássica, renovando ela com um tema importante os dias atuais e sendo genuinamente aterrorizante.


Depois do fracasso inicial da construção de um universo compartilhado de monstros e a mudança de tom nos remakes de Monstros Clássicos da Universal, o Homem Invisível acerta muito em tom e atmosfera. A trama desse filme foca em Cecilia, interpretada por Moss, uma mulher que finalmente consegue escapar de um relacionamento extremamente abusivo com seu namorado, o milionário e gênio Adrian Griffin, escondida e ainda se recuperando da sua fuga desespera e trauma, ela recebe a notícia de que seu ex-namorado morreu e a deixou como herdeira de todo o seu dinheiro e embora a notícia a choque de início ela decide recomeçar, e tudo parece estar bem até Cecilia começar a desconfiar de que Adrian não apenas está vivo e continua a persegui-la, mas que ele também está lá mesmo quando ela não pode o ver...

Uma das novidades que esse filme trás é o modo de encarar o "monstro". Desta vez o foco  do horror não é no cientista louco cuja invenção científica instável e inacreditável e que está intimamente ligada à satisfação dos seus desejos mais profundos desperta uma loucura adormecida enquanto seu ego toma conta, mas sim o impacto que esse homem causa nas pessoas ao redor, dessa vez a história é contada a partir da pessoa perseguida.

A atuação de Elisabeth Moss carrega o filme com uma atuação de uma personagem quebrada, traumatizada e que em determinados momentos duvida até de si mesma e o modo como o filme trata a relação abusiva que ela sofreu além de bastante precisa e certeira se encaixa muito bem na trama, embora os outros atores também estejam muito bem, o ator Aldis Hodge faz bem o seu papel de James, o amigo policial de Cecilia e mesmo com pouco tempo de tela Oliver Jackson-Cohen tem uma presença ameaçadora como o namorado abusivo Adrian bem construída.

Parece irônico dizer, mas esse filme funciona muito bem ao construir a ameaça não vista do personagem Adrian e em um nível de horror psicológico de uma tensão tremenda.

Esse também é aquele tipo de filme que precisa ser assistido sem se saber dos spoilers. Não que o filme se carregue muito neles, mas o choque dos plot twists que ocorrem no filme não apenas acabam dando ao filme mais camadas, como também vão fazendo o espectador se questionar junto o que está acontecendo, tanto quanto onde está o Homem Invisível agora? Se você for perspicaz e seguir uma linha narrativa no filme vai ser recompensado no final  se não seguir vai ser surpreendido.


Além disso o film usa técnicas de filmagem muito interessantes para se mostrar algo que não está lá, o modo como o diretor utiliza isso para alcançar uma sensação medonha na qual ficamos, além de imersos querendo saber onde algo vai se manifestar, também o tempo todo nos questionando funciona maravilhosamente e as cenas de confronto com o homem invisível em si tem peso, consistência e apresentam uma ameaça muito real.

O Homem Invisível é bastante inventivo, com momentos surpreendentes e atuações sólidas e muito bem executadas.

Créditos

Texto: Felipe Lima
Revisão: Felipe Lima


Reviews

Previews

Artigos

Vídeos