Menu
» » » » » » » » 5 Jogos de PlayStation que você provavelmente não conhece


Juliana Raniery 4.4.15



Compartilhar o nosso passado faz parte do ato conhecido como "viver". É tão difícil encontrar pessoas que expõe um pouco do que viveu, por mais felizes que tenham sido esses dias passados. No mundo dos games não é diferente; todos nós  temos jogos e momentos memoráveis que precisam ser compartilhados para que outras pessoas possam desfrutar de conteúdos que também poderão fazer bem a elas. E é isso que vim fazer por meio desse texto.

Depois do Super Nintendo (SNES), eu tive o prazer de ter o PlayStation, que daí por diante se tornaria meu console favorito. 

Com toda a tecnologia moderna, o console trouxe para sua época, jogos com gráficos impecáveis e de deixar qualquer um de boca aberta. E eu ainda me amarro em jogar os jogos que eu amava na minha infância, alguns bem desconhecidos, que eu quero apresentar a vocês agora, através desse TOP 5 Jogos de PlayStation que você provavelmente não conhece.

5 - Ninja: Shadow of Darkness (1998)






Começando por um jogo épico, que eu amava assistir meu pai jogar. Dos criadores de Tomb Raider, Ninja: Shadow of Darkness (às vezes chamado só de ninja por mim, ou chamado carinhosamente pelo meu pai de "Ninja Azul") é um jogo de ação e aventura, desenvolvido pela Core Design e distribuído pela Eidos Interactive



Com um ritmo bem acelerado, e fases não tão grandes, o game oferece vários ambientes bem detalhados; uma ampla variedade de efeitos especiais para aquela época, e os chefões que você enfrenta no final de cada nível nunca vão deixar a desejar e te darão um certo trabalho.



Você assume o controle do jovem ninja Kurosawa, que deve combater criaturas vindas do inferno (sim, minha mãe odiava esse jogo), consequência do trabalho do vilão que libertou as criaturas de lá. Você pode coletar poções que te dão poder e aumentam sua energia, seus poderes podem ser aumentados algumas vezes quando você coleta itens especiais, uma coisa legal é que, o jogo se torna fácil se você conseguir concluir a fase sem morrer (agora entendo porque meu pai dava reset toda vez que perdia uma vida)



Itens podem ser achados em alguns baús que se encontram no cenário, e se você não tiver sorte, o que tem dentro podem ser armadilhas também. Coletando moedas, no final de cada fase você pode gastar em uma loja com um vendedor bem engraçado. Nunca cheguei a fechar esse jogo, mas meu pai sim... Várias vezes. Conheça um pouco mais do título no vídeo abaixo:





4 - Pandemonium 2 (1998)


Aí está um jogo que eu ainda acho difícil: Pandemonium 2! Eu e meus irmãos passávamos horas jogando esse game.

Pandemonium 2 é um jogo de plataforma, desenvolvido pela ToysForBob e distribuído pela Crystal Dynamics na America, e pela BANDAI Namco no Japão. 

A historia se passa no planeta Lyr, a fonte de mágia "Cometa das Possibilidades Infinitas", que coincidentemente será visto nesse planeta, mas só poderá ser visto novamente depois de 300 anos. A feiticeira Nikki decide que roubar a magia do cometa será um jeito bem mais fácil de atingir o poder máximo que deseja, do que estudando. Mas a rainha má Zorrscha também deseja essa fonte de mágia. Nikki e seus amigos, Fargus um bobo da corte meio maníaco e seu sócio Sid, decidem roubar a magia antes da tal rainha. 

As fases são divididas em duas categorias. A primeira categoria é "Mundos" que são divididos em 4 mundos principais: Lyr, Superfície do Cometa, Dentro do Cometa e Núcleo do Cometa. A segunda categoria é "Em terra", a primeira fase é "Reino Medieval Goon", a segunda é "Lago Espacial", o terceiro é um tipo de Templo, onde tem um clima bem cientifico, e o ultimo é um tipo de cenário psicodélico.

Existem dois finais para o game, dependendo do personagem que você escolher para enfrentar o ultimo desáfio (você pode jogar intercalando entre os personagens ao longo do game), eu poderia dizer o final de cada um, mas não quero dar spoiler. Se você quiser dar uma olhada melhor no jogo, é só assistir a esse vídeo: 


3 - Apocalypse (1998)


Outro jogo que meu pai era viciado, e que minha mãe não gostava muito também (odiava tanto que só pude jogar ele quando estava mais crescidinha). Apocalypse é um jogo de tiro em terceira pessoa, multidirecional, distribuido pela Neversoft e divulgado pela Activision. O legal do game é que o rosto e a voz do personagem principal é provido por nada mais nada menos que, Bruce Willis. Foi também o primeiro jogo original da Neversoft.


A história se passa no futuro, um brilhante mas bastante cruel cientista chamado "The Reverend" criou uma poderosa teocracia baseada na ideia de rapidamente criar o Apocalyspe. Ele usa sua inteligencia para criar 4 "Cavalheiros do Apocalipse": Guerra, Pragas, Fera e Morte, para garantir que o Apocalipse realmente aconteça. Seu colega de formação, Trey Kincaid (Bruce Willis), é o unico homem que sabe como parar o vilão, mas ele está preso e deve escapar para salvar o mundo. 

O jogo é bastante rápido, a trilha sonora é muito boa para quem curte rock, as fases não deixam a desejar, apesar dos gráficos não serem os melhores, foi um grande avanço para o PlayStation. Ah, deixem as cutscenes rolarem até o final, vale a pena.

2 - Soul of The Samurai (1999)


Soul of The Samurai é um jogo de action horror, produzido e distribuído pela Konami (YEAH!), o interessante é que, a perspectiva da câmera no jogo é bem parecida com os dos primeiros Resident Evil, e a jogabilidade também. O jogo é focado em eliminar os oponentes rapidamente, e solução de puzzles mínimos.

Logo no começo você deve escolher entre, um jovem samurai Kotaro, ou uma ninja adolescente Lin Rin, então dependendo da sua escolha, a historia desenrolara em dois aspectos diferentes. 


O enredo segue as aventuras de Kotari Hiba o principal protagonista do jogo, ele retorna à sua cidade natal para visitar seu amigo Yukinosuke, e procurar pistas sobre o paradeiro de seu irmão desaparecido, Shin.

Shin desapareceu investigando o roubo de um carregamento de ouro, logo depois o irmão de Rin desaparece também, quando tenta procurar Shin. Kotaro e Rin se juntam em busca de seus irmãos, e descobrem que a coisa é bem pior. Eles descobrem que um velho soldado de guerra, está criando um exercito zumbi, e eles tem que impedir isto.

1 - Tomba! (1997)


Tomba! é um jogo de plataforma, produzido e distribuído pela Whoope Camp. Lançado em 1997 no Japão, o jogo foi um estouro com sua atmosfera colorida, criativa e inovadora: o título foi um dos primeiros jogos do PlayStation a utilizar o DualShock. 


O game se passa em um grupo de ilhas no meio do oceano. Formada por grandes províncias no norte, e pequenas ilhas no sul, a região é a casa de um povo pacifico que viveram em tranquilidade por vários anos. O protagonista é um enérgico garoto de cabelo rosa que se chama Tomba. Um dia, "Seven Evil Pigs" dominaram as ilhas, usando seus poderes mágicos, eles mudaram as ilhas para um lugar bizarro. Os capangas dos "Evil Pigs", que se chamam "Kopa Pigs", roubam o bracelete do avô de Tomba. 

O objetivo de Tomba é recuperar o bracelete, para isso ele deve prender cada pig, e para isso ele deve achar as "Evil Pig Bags", que são chaves para entrar em cada mundo de cada pig. Ele também deve completar missões para pessoas, para pegar itens que ajudam a achar as bags. Algumas missões secundárias são apenas para diversão, não interferindo na história do game.

E esses são apenas alguns de vários jogos do PlayStation que pouca gente conhece. Você conhece algum jogo que é excelente mas pouca gente conhece? Deixe nos comentários!

E caso você queria relembrar ainda mais a época do PlayStation, que tal conferir o nosso vídeo especial dos 20 anos do lançamento do console em nosso canal?



Créditos

Escrito por: Juliana Raniery
Revisão e Imagens: Juninho Lima

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga