Menu
» » » » » O que esperamos de MGS V: The Phantom Pain


Paloma Cristini 24.8.15


Após vários pedidos de fãs desesperados para que Kojima os presenteassem com um “verdadeiro” game da série Metal Gear (já que Metal Gear Rising: Revengeance não fora recebido muito bem pelos fãs), o responsável pela série mais aclamada no mundo dos games retorna com seu projeto final, Metal Gear Solid V: The Phantom Pain.


 A história de anos


Os eventos que formam a trama original de MGSV: The Phantom Pain começou muito cedo já, desde o Metal Gear Solid 3: Snake Eater e se estendeu pelos games Metal Gear Solid: Peace Walker e Metal Gear Solid V: Ground Zeroes. A trama focará no protagonista Venom Snake (vulgo Big Boss), que após o ataque em sua base de operações militar Mother Base (evento presenciado em MGSV: Ground Zeroes), entra em um coma profundo. Nove anos se passam e Venom Snake acorda de tal coma, determinado a encontrar os responsáveis pelo ataque a sua antiga base, e isso irá levá-lo até o Afeganistão, onde encontraremos Master Miller e até o conhecido por muitos Ocelot (sendo aqui chamado por Shalashaska). Teremos, também, a introdução de novos personagens na trama: Quiet e Skull Face.

O que vimos até agora?

Graças ao lançamento de Metal Gear Solid V: Ground Zeroes, que serve como prólogo para The Phantom Pain, podemos analisar o que o novo game trará de novidades para a série. 


Para começar, o stealth estará de volta (nada de ciborgues e espadas dessa vez), e a nova engine usada para fazer esse projeto ajuda ainda mais nessa parte. A nomeada Fox Engine promete trazer mais realismo para dentro do game, melhorando a jogabilidade e a imersão no jogo. Exemplo disso é a interação nos cenários, que poderá oferecer ao jogador diversas possibilidades de infiltração e andamento nas missões, como passar despercebido pela mata de alguns cenários, uso dos animais locais para distração e até mesmo uma pequena ajuda de algumas tempestades de areia que aparecerá durante o gameplay; tudo isso para deixar o jogador bem a vontade e poder escolher como seguir para seu objetivo do seu jeito de jogar (sim, amiguinhos, estratégia aqui será sua melhor arma!).

Além disso, teremos companhias indispensáveis nessa aventura! Em MGSV: The Phantom Pain você aprenderá a trabalhar ainda mais em equipe e, claro, sempre tomar cuidado com seu parceiro de missão. Esses parceiros serão:

Quiet: uma sniper profissional que irá oferecer um grande suporte em qualquer missão que você pedir a ajuda dela, principalmente em ambientes mais hostis. Um dos mistérios no enredo do novo game se passa através dela, pois o passado dessa soldado é desconhecido.

Diamond Dog: Ou simplesmente D.D., esse cãozinho/lobo será uma arma de distração e ataques rápidos essencial para uma missão mais rápida e objetiva. Como todo cão é o melhor amigo do homem, não mais justo que colocar esse parceiro para Venom Snake rs. D. Dog será totalmente opcional, ou seja, dependendo das escolhas do jogador pelo game, o cãozinho nem aparecerá.

D. Horse: Sim... Teremos um cavalo para nos ajudar! Será o melhor meio de transporte no game, caso você queira chegar em seu objetivo rapidamente e sem chamar muita atenção. Também poderá ser usado como escapes rápidos de uma área em alerta máximo.

D. Walker: Esse robô customizado especialmente para ajudar Venon Snake promete ajudar o jogador em uma missão mais rápida e detalhada, pois será possível obter informações de uma base inimiga, ou algo que deverá ser atacada conforme as missões, diretamente por ele, informações como quantos soldados existem na base, armas equipadas pelos mesmos e até quantos prisioneiros existem no local. Também pode ser usado para derrubar veículos de blindagem pesada.

Além desses parceiros, cremos que terá ainda mais opções durante o avançar da jogatina, porém isso pode se tornar uma pequena dor de cabeça para os jogadores. Por quê? A morte em The Phantom Pain será irreversível, ou seja, caso um de seus parceiros receba um dano muito alto nas missões, ele poderá acabar morrendo, sem chance de voltar no game. Todo cuidado nessa parte será pouco.

Confira um gameplay de 40 minutos do game:


Outra novidade é no mapa em si do novo game. Esse será o primeiro Metal Gear a ter a possibilidade de total liberdade de exploração, ou seja, MUNDO ABERTO! Isso mesmo, em MGSV: The Phantom Pain será possível, além das missões principais, fazer as missões secundárias, que serão mais posse de bases inimigas com o intuito de melhoria em toda a sua Mother Base. Nome soa familiar né? Pois bem, realmente o sistema de gerenciamento da Mother Base irá voltar também, melhor do que antes.

"Se você vê, você pode chegar", garante Kojima.
Assim como visto e jogado em MGS: Peace Walker, a base de operações estará 100% ligada no jogo, ou seja, para você avançar nas missões com sucesso e sem baixas, terá também que trabalhar duro para fazer a Mother Base crescer. Equipes de desenvolvimento de armas e itens, assim como também a equipe de comunicação e informações da Mother Base, serão extremamente importantes para o seu avanço no jogo (já fica a dica!). 

E com toda essa liberdade, é claro que a customização das missões também terá essa liberdade toda. O sistema de mundo aberto implantado no novo game permitirá que o jogador customize TOTALMENTE suas missões antes de iniciá-la, ou seja, será possível escolher o horário da missão (se será de dia ou de noite, já que algumas missões dependem desse detalhe para sucesso), armas que você carregará, se chegará no local a pé ou com algum veículo (e até com que música você fará essa viagem), seu parceiro de missão e até mesmo se jogará com Venon Snake. 

O jogador também terá a liberdade de jogar com alguns dos soldados presentes na equipe militar do Venom Snake, o Diamond Dogs, tudo isso com o objetivo de elevar ainda mais as habilidades do soldado escolhido para melhorar seus serviços prestados na Mother Base.

A maior novidade não só para o novo game, mas também para toda a franquia Metal Gear, é a volta do multiplayer online. Anunciado no The Game Awards 2014, Metal Gear Online virá em MGSV: The Phantom Pain e trará consigo a experiência de trabalho em equipe com outros jogadores do estilo stealth.

Metal Gear Online foi ressuscitado e agora está melhor do que nunca!
O único modo que o multiplayer terá, até então, consiste na infiltração de uma determinada área para obtenção de itens e informações, e tudo isso só será possível em trabalho em equipe quase que impecável (entre 4 a 6 jogadores em cada lado do modo). O stealth, itens de distrações, combates, armas e todos os elementos vistos na campanha principal será igualmente acrescentados essencial e perfeitamente acrescentados no multiplayer, que pelas declarações dos próprios diretores e produtores do game, será a melhor experiência já vivenciada nessa geração.


Nota: o serviço Metal Gear Online já existiu na franquia, com o game Metal Gear Solid 4: Guns of The Patriots, que acabou sendo fechado 4 anos após o lançamento do game.

O fim da série Metal Gear?

Esse começo de ano se tornou bem agitado para a comunidade gamer após as notícias e mudanças radicais que a Konami fez em suas produções e sedes.

Após a internet inteira se comover e se revirar para descobrir o que estava realmente acontecendo, e avalanches de rumores sobre o futuro da empresa, o próprio produtor da franquia Metal Gear, Hideo Kojima, confirmou sua saída da empresa Konami e, junto com o cancelamento de seu outro projeto, Silent Hills, o mesmo confirmou que Metal Gear Solid V: The Phantom Pain será o último da série. Exatamente... Esse será o último Metal Gear criado por Hideo Kojima e toda a sua equipe de produção, mas isso realmente significa o fim da franquia?

Segundo a própria Konami, eles continuarão a produzir os games da série, mesmo sem Kojima, focando mais em spin-offs.

Uma mistura de tristeza e orgulho: MGSV: The Phantom Pain será o último título da franquia a ser desenvolvido por Hideo Kojima e sua equipe de produção.
Analisando bem a fundo tudo isso, realmente dá pra se perceber que MGSV: The Phantom Pain fechará todo o ciclo da história da franquia, tirando todas as dúvidas restantes. Com todo esse fechamento no enredo de dois personagens principais da série (Venom Snake/Big Boss e Solid Snake/Old Snake - que tivera seu “fim” já em MGS4: Guns of The Patriots), uma oportunidade ainda resta para continuar a franquia, que seria a continuação das história de outros personagem principal, Raiden, na subsérie da franquia, Rising.

A repercussão de Venom Snake

Um pouco antes da E3 2015, a Konami convidou alguns colunistas e repórteres de diversos sites e revistas especializados para passarem dois dias jogando o tão esperado MGSV: The Phantom Pain. Após essa experiência, chuvas de reviews e elogios foram vistos por toda a internet.


Para a Tais Carvalho, do TechTudo, “os poucos 20 minutos que passamos com o Big Boss já provaram que o novo título de Hideo Kojima é um forte candidato ao posto de melhor jogo do ano.” 

Victor Ferreira, do Uol Jogos, diz que  “The Phantom Pain promete concluir a saga de Big Boss de forma explosiva, trazendo e expandindo os conceitos e mecânicas apresentadas em “Ground Zeroes”, agora em ambientes maiores e com mais opções de infiltração”.

José Otero, da IGN Brasil, já é mais especifico em relação a mecânica do game, falando que “o jogo realmente define o que é um título com mecânicas de stealth em um mundo aberto. Há muito o que fazer e muitos gadgets para usar, dando liberdade total ao jogador escolher qual caminho seguir e o que fazer.” 

Curiosidades sobre The Phantom Pain


  • David Hayter é mundialmente conhecido por ser responsável pela voz dos “Snakes” na franquia Metal Gear, no entanto, isso mudará dessa vez. Já prestando os seus serviços em MGSV: Ground Zeroes, a voz e toda a movimentação de Venom Snake ficará por conta do ator Kiefer Sutherland, conhecido pelo papel do agente Jack Bauer na série de TV americana 24 Horas.


  • Ocelot também ganhará vida por um profissional bem famoso atualmente. A voz e movimentos do personagem serão responsabilidades de Troy Baker, famoso pelos seus trabalhos nos personagens Joel (The Last of Us), Booker DeWitt (Bioshock Infinite), Pagan Min (Far Cry 4), Delsin Rowe (Infamous: Second Son) e diversos outros pelos games alheios. Além de Ocelot, T. Baker trabalha também para dar vida ao personagem Sam Drake, irmão de Nathan Drake, que aparecerá no game Uncharted 4: A Thief’s End.

  • A atriz e modelo responsável por dar vida a sniper Quiet, Stefanie Joosten, foi selecionada para tal trabalho “a dedo”, ou seja, como a franquia tende a colocar sensualidade em suas personagens femininas, ainda mais aquelas que tem habilidades nas armas, a direção decidiu escolher tal modelo e trabalhar totalmente em suas medidas, tornando, assim, a Quiet a personagem mais sensual do game, com toda aquela sua expressão séria no rosto e suas “mini-roupas”. O fato da Quiet ser muda ajudou no desenvolvimento das expressões faciais da personagem.

  • Para aqueles fãs “old school” da franquia, o novo game continuará com seu jogo de referências intacto. Ou seja, em MGSV: The Phantom Pain será possível encontrar diversas referências aos games anteriores para os jogadores caçarem durante o gameplay, mantendo essa essência da diversão na série. Será que teremos fantasmas para serem fotografados novamente?

  • O que mais chamará atenção nesse novo game serão as músicas. Não, não... Não estou falando das soundtracks de fundo de ambiente, e sim MÚSICAS. Como o game se passará em meados dos anos 1980, a direção achou interessante acrescentar umas fitas especiais no game. Algumas fitas cassetes trarão informações principais e essenciais para as missões, mas outras trarão os famosos hits que tocaram nas rádios de todo o mundo nos anos 80. Como serão várias fitas cassetes para você caçar em diversas bases inimigas pelo mundo aberto do game, é bom você se preparar pra dançar, e muito!

O que esperar de Metal Gear Solid V: The Phantom Pain?


Uma só frase: fechamento da série com chave de ouro! Mesmo que essa notícia sendo triste para os fãs, o novo e último título da franquia promete total imersão no gênero stealth e, com isso, poderá ser novamente um dos games que revolucionará a atual geração dos consoles e, também, aclamado por muitos como um título realmente forte para ser escolhido como o melhor game de 2015.


Metal Gear Solid V: The Phantom Pain será mundialmente lançado no dia 1° de Setembro, para PlayStation 3, PlayStation 4, Xbox 360, Xbox One e PC. O game já se encontra em pré-venda no Brasil!

Hypômetro


Jogabilidade: 10
Enredo: 10
Cenários: 9
Soundtracks: 9
Gráficos: 9
Criatividade: 9
Personagens: 10
Diversão: 9

HYPE: 9,5

Ficha Técnica

Título: Metal Gear Solid V: The Phantom Pain
Ano de Lançamento: 2015

Créditos

Escrito por: Paloma Cristini
Imagens e Revisão: Juninho Lima


O texto não reflete a opinião do Co-op Geeks, e sim do autor do artigo.

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga