Menu
» » » » O que achamos da BGS 2015


Igor Oliveira 15.10.15


Um domingo agitado, porém incrível. A oitava edição da feira Brasil Game Show realizada no Expo Center Norte em São Paulo, foi divina! Vem cá que eu vou te contar como foi nossa exploração no evento.

Espera recompensadora


As filas de estandes, como sempre, estavam muito lotadas. Algumas chegavam a virar o corredor; mas todo sacrifício é valido e eu consegui visitar alguns estandes,. E era visível a briga amigável da Sony e Microsoft - ambas com ótimos jogos e com distribuição de brindes - a cada certa quantia de carimbos recebidos por ter jogado em seus estandes, você tinha direito a um brinde que ia desde um simples manto da PlayStation à um sorteio de Xbox One.

Além de estandes de publicadoras você também encontrava lojas vendendo jogos, acessórios e vários produtos do universo Geek, como action figures, bonecos Funko Pop, revistas e muito mais por um preço muito amistoso.

Alguns personagens dos jogos compareceram - não, pera


Sem dúvidas, os visitantes mais obrigatórios da feira, são os cosplayers. Eles são super atraentes e ajudam a dar vida ao evento; eles meio que realizam o sonho de você ter uma foto com seu personagem favorito.


Eu encontrei Kitana e Mileena, as gêmeas do Mortal Kombat, um Darth Vader muito carismático, Geralt e sua trupe de The Witcher e até presenciei o Nathan Drake sendo torturado por várias Lara Croft. Sem duvidas você vai perder horas tirando selfies com eles ou simplesmente admirando o trabalho bem feito (acredite eu vi uma cosplayer se montando como Ciri e pareceu dar muito trabalho).

Diversão sem estresse

Esse ano os YouTubers tiveram o seu próprio espaço para evitar polêmicas iguais as do ano passado, fazendo assim, a feira ter uma certa harmonia.

É oficial: podemos comentar "PlayStation" em qualquer selfie do Yudi sem nos preocupar com processos.
Um dos momentos mais hilários do domingo foi quando a Sony decidiu colocar o Yudi para sortear um PlayStation 4, com direito a seu funk "4002-8922 é o funk do Yudi que vai dar Playstation 2".

Testamos Rise of the Tomb Raider - em breve um preview com todas as impressões e o que esperamos do game.
A quest principal da minha ida a BGS 2015 foi realizada com sucesso - depois de passar 3 horas 37 minutos e 52 segundos na fila eu finalmente joguei a demo de Rise of The Tomb Raider! Mais detalhes em breve no preview do jogo. Um fato muito legal é que o Mike Brinker, designer chefe do jogo da Crystal Dynamics estava presente na feira e após jogar a demo se você tivesse sorte conseguia bater um papo com ele. não foi o nosso caso

A BGS 2016 vai acontecer em um espaço maior, gerando assim mais conteúdo e sugiro que você vá mais de um dia para ter um melhor aproveitamento do que o evento tem a oferecer, podemos concluir que o Brasil tem o méritor de sediar a maior feira de Games da América Latina e está cumprindo muito bem este dever, isso tudo devemos ao grande Marcelo Tavares - criador e CEO da feira. Assista a entrevista dos nossos parceiros do REVIL com ele:


Se você quer aproveitar a feira ao máximo no próximo ano, aqui vão algumas dicas importantes de sobrevivência que farão toda a diferença:

- Vá em grupo de quatro pessoas ou até mais (assim vocês conseguem revezar nas filas de jogos);
- Leve uma mochila com salgadinhos, bolachas e afins pois as lanchonetes do local tem um preço salgado;
- Tenha em mente que as filas são imensas e pode demorar horas até você conseguir testar aquele jogo tão aguardado;
- Pesquise com antecedência os jogos que estarão nos stands assim você não perde tempo e já escolhe os que mais te interessa;
- Nas lojas de games dê uma pesquisada no preço; nem sempre o desconto é realmente um desconto (vi caso de The Witcher 3: Wild Hunt estar com preço de R$ 180,00 em loja X e em loja Y estar por R$ 149,00;
- Use a fila a seu favor e faça amigos já que todos estão na fila/feira pelo mesmo motivo-  o amor por jogos;
- Baixe o app do evento e fique por dentro das novidades e não deixe para comprar o ingresso perto do dia do evento e bom proveito!

Se vale a pena ir para a Brasil Game Show? Vale muito! Ano que vem esperamos estar em maior número na feira, e queremos ver todos vocês lá!

Créditos

Texto: Igor Oliveira
Revisão: Juninho Lima

Essa análise representa as opiniões d autor e não do site Co-op Geeks

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga