Menu
» » » » » 3 Coisas que eu gostaria de ver em RE6 Remastered


Steven L. Andrade 20.11.15


Resident Evil 6 é provavelmente o game mais odiado da franquia. Anunciado e lançado em 2012, o game deixou muitos fãs esperando ansiosamente pelo o que parecia ser o melhor e mais audacioso Resident Evil de todos os tempos. O resultado final, foi um jogo com uma história digna de novela mexicana, personagens mal aproveitados, cenas absurdamente exageradas de ação e falta de identidade própria, tentando agradar todos os públicos LITERALMENTE.

Agora que o órgão de classificação indicativa da Coréia do Sul acabou vazando a informação de que Resident Evil 6 está sendo avaliado para os consoles da nova geração, só nos resta orar esperar que Capcom faça um bom trabalho na sua remasterização.

Eu particularmente ficaria mais satisfeito com um Resident Evil 5 Remastered, mas como a minha opinião não faz diferença pra desenvolvedora e pra muita gente, resolvi listar aqui 3 coisas que eu gostaria de ver na versão remasterizada de Resident Evil 6.

1 - O mínimo: Gráficos e texturas melhoradas


Lembro que assim que RE6 foi lançado, muitos chegaram a compará-lo graficamente com RE5, que por mais que seja um game de 2009, em certos momentos parece ser mais bonito que o último título numerado (ou melhor dizendo, possui os gráficos mais constantes).

A sensação é de que a Capcom deu mais atenção aos personagens do que aos cenários e até alguns inimigos, que apresentam texturas feias e pixeladas. Com essa nova versão do título, ela poderia dar "um trato" nesses detalhes, deixando o game mais bonito e com cara de "jogo da nova geração".

2 - Mudanças na jogabilidade


Para muitos RE6 tem a melhor jogabilidade da franquia, mas por outro lado, esse foi um dos principais problemas quando o jogo foi lançado. De acordo com a Capcom, cada campanha do game teria uma "jogabilidade diferente", mas todos nós sabemos que isso não funcionou. 

A câmera livre e a jogabilidade muito solta acabou estragando momentos que deveriam causar tensão no jogador e deixou muitos dos inimigos vulneráveis, assim tornando o game menos desafiador. Já em Resident Evil: Revelations 2, o mais novo game da franquia, fomos apresentados a uma jogabilidade mais equilibrada, que parece misturar o melhor da jogabilidade vista em Resident Evil 4 com alguns elementos que funcionaram na jogabilidade de Resident Evil 6.

Resumindo, por que não aperfeiçoar a jogabilidade de RE6 tendo como base a de REvelations 2? Isso poderia mudar um pouco a experiência com o game, e talvez até deixá-lo melhor nesse quesito.

3 - Fan service


Por mais que Resident Evil 6 seja o segundo jogo mais vendido da Capcom atualmente, o game foi bastante criticado pela mídia especializada, e como já mencionei anteriormente, a maior parte dos fãs torce o nariz pro game. Então, pra tentar convencê-los os trouxas a comprar o título novamente, a empresa poderia incluir conteúdos adicionais interessantes, sendo nesse caso o conhecido fan service.


Ver personagens como Jill Valentine, Claire Redfield, Barry Burton, Rebecca Chambers e Albert Wesker adicionados aos modos extras, poderia agradar muita gente. Prova disso é o Raid Mode de Resident Evil: Revelations 2, que além de contar com os personagens presentes no modo história, trouxe personagens de RE6 (Leon S. Kennedy e Chris Redfield) e do primeiro Resident Evil: Revelations (Jill, Jéssica Sherawat e Rachael Foley).

Isso de certa forma aumentaria o fator replay do game, que por sinal é um dos pontos mais criticados tanto pelos jogadores quanto pela mídia.

E você, o que gostaria de ver em "Resident Evil 6 Remastered"? Nos conte através dos comentários.

Créditos

Texto e imagens: Steven L. Andrade
Revisão: Juninho Lima

O texto reflete as opiniões dos autores, e não do site Co-op Geeks

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga