Menu
» » » » » » Dentro da mente insana de Junji Ito (+18)


Juninho Lima 12.11.15


Espirais, peixes mutantes e a maldade humana. Junji Ito é o mais famoso mangaka quando o assunto é terror japonês, e a estética primitiva e horripilante de seus traços, causam medo e desconforto nos leitores.  Toda essa insanidade quase chegou ao mundo dos games através de Silent Hills, e por curiosidade, e indicação de amigos eu fui atrás de desbravar o maravilhoso e obscuro mundo de Junji Ito.

Desvendamos a fórmula que Ito usa para aterrorizar seu público, o resultado você confere nesse texto.

Recomendado para maiores de 18 anos: Este texto conterá imagens perturbadoras e violentas, se você tiver estômago fraco e se impressiona facilmente, esse texto não é para você.

Toda criação começa com inspiração

Kazuo Umezu - o ídolo de Junji Ito
O jovem Junji Ito teve seu estalo de criatividade através da admiração por outro mangaka - Kazuo Umezu, outro mestre do terror em quadrinhos. Apesar de toda essa inspiração, Umezu não influenciou o trabalho de Junji Ito que trouxe originalidade e singularidade em suas tramas.

Com uma forma única de desenrolar a narrativa de suas histórias, Ito sempre teve foco no choque e desconforto, ao contrário do terror causadas por lendas urbanas e contos sobre monstros; Ito sempre abordou o desconhecido e o horror visual - e é o que torna o seu trabalho tão atraente.

Nas minhas pesquisas sobre seu trabalho, li alguns mangás e assisti filmes e OVAs e me senti cada vez mais preso a esse universo emblemático e perturbador, até sentir que era chegada a hora de compartilhar isso; não para te fazer ficar chateado por Silent Hills nunca chegar a ver a luz do dia, mas para te encorajar a mergulhar nas melhores histórias de horror japonês.

Umezu trabalha com a violência e lendas urbanas, esse reino de terror dominou a mente de Junji Ito à ponto de ainda na infância começar a desenhar e escrever seus próprios contos de horror, no entanto, ele queria inovar e ser único.

Uma nova maneira de aterrorizar

É muito comum pensar em terror japonês e as principais coisas que virão à mente são mulheres de cabelo cumprido, crianças estranhas, ou espíritos que assombram casas, porém Ito vai além, traz o inimaginável; faz a impossibilidade ser a maior inimiga da realidade de quem lê, afinal aspirais e peixes são instrumentos de impacto nulo, não é mesmo? Não para a imaginação do mestre do horror nos mangás.

Entre seus mangás mais famosos está "Uzumaki", que conta a história de uma pacata cidade que de forma misteriosa é assombrada por acontecimentos extremamente insanos envolvendo espirais - sem dar spoiler algum, tenho a dizer que Ito surpreende com cenas fortes e extremamente bizarras envolvendo violência e choque visual - se você gosta de mistérios, suspense e tem estômago forte, essa é pra você!

Acredite - essa é uma das cenas mais leves de "Uzumaki"
Abaixo você encontrará mais algumas imagens de "Uzumaki", clique na imagem para ampliar:



Outra história que merece sua atenção é "The Enigma of Amigara Fault" que é curtíssima e de fácil assimilação e outra vez evidencia a genialidade de Ito, ao chocar e surpreender sem revelar praticamente nenhum dos segredos da história. Tudo o que você precisa saber é: uma misteriosa fenda se abriu na montanha Amigara e buracos com formatos humanos apareceram nas rochas, fazendo pessoas se sentirem atraídas e adentrarem esses buracos, o que acontece lá irá te arrepiar.


Se você não se interessa muito pela leitura de mangás, indico o OVA baseado em "Gyo", uma história onde seres marinhos geneticamente afetados pela radiação, deixam o mar e atacam cidades litorâneas da maneira mais agressiva possível - pode parecer tosco, mas assim como Guilhermo Del Toro, te fará relutar antes de pensar em ir à praia novamente. Confira o trailer:


Ito já se pronunciou sobre seus trabalhos e sempre diz que a origem do medo está em nós mesmos. Mostrar pessoas se mutilando, ossos quebrando e o corpo humano em posições de desconforto, faz você se imaginar naquela situação - a empatia é a origem do terror. 

Sem despedidas - o medo continua em você

Junji Ito tinha muito a acrescentar ao trabalho de Hideo Kojima e Guilhermo Del Toro, e apesar de nunca vermos o resultado dessa parceria, o trabalho de todos os três mestres estará aí para sempre, marcando memórias e adentrando pesadelos.

Dá para imaginar que Silent Hills conteria visuais amedrontadores e histórias a serem contadas das quais nem conseguimos imaginar.

Se você se interessou pelo universo criado por Junji Ito, a internet é o melhor lugar para adentrar nesse mundo. E para conhecer melhor alguns dos melhores mangás dele, assista o vídeo da Izabela (Yu):


«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga