Menu
» » » » O que achamos de Game of Thrones (SEM SPOILERS)


Juninho Lima 21.11.15


Após títulos aclamados pela crítica como The Walking Dead e The Wolf Among Us, a Telltale Games se estabeleceu como uma das melhores desenvolvedoras no gênero dos games de escolhas e consequências - seus jogos de jogabilidade "aponte-e-clique", com gráficos simplistas e charmosos, carregam sempre muita emoção e imprevisibilidade, e Game of Thrones: A Telltale Games Series é um dos melhores de todos.

Anunciado em 2014, o título demorou bastante a dar as caras e seus primeiros episódios não foram tão impressionantes, e por causa do maior defeito da Telltale Games: demora no lançamento dos episódios, muitos jogadores ignoraram o game inspirado no universo da série da HBO, mas esta é a hora perfeita para você deixar de torcer o nariz pro game e dar atenção para o jogo, caso você ainda não tenha jogado. 

A experiência é satisfatória e obrigatória para todo fã do universo criado por George R. R. Martin, mas não é livre de problemas.

AVISO: Esse texto NÃO contém spoilers do game, então, mesmo que não tenha jogado, aproveite a leitura sem medo! 

História "original" - A Casa Forrester


No Game of Thrones da Telltale não temos o enredo dos livros ou da série explorados -temos algo muito melhor, que de início gera muita estranheza, mas após alguns episódios você se sente comprometido com a história e se sente um integrante da família Forrester.

A Casa Forrester fica no Norte de Westeros, com sua sede em Ironrath, localizada no interior da Mata dos Lobos e seu lema é "Ferro do Gelo". A casa é citada nos livros, mas através deles não conhecemos nenhum detalhe a respeito de seus costumes, que são bem peculiares para um clã tão pequeno, diga-se de passagem. Eles são responsáveis pelo cultivo e manutenção de pau-ferro, “a madeira mais resistente do Mundo Conhecido”, segundo Meistre Ortengryn. E é claro que outras Casas maiores almejam essa riqueza afinal, estamos falando de Game of Thrones.

De cara, você notará certa familiaridade com os Forrester, em muitos aspectos, eles lembram os Starks. Lorde Gregor, assim como Eddard, é conhecido como um homem extremamente honrado – o que lhe rendeu a alcunha de “Gregor, o Bom”; seu filho mais velho, Rodrik, é um guerreiro habilidoso e respeitado, assim como Robb; enquanto o caçula, Ryon, lembra Rickon até no nome. Mas é comum que famílias da mesma região, favoráveis às mesmas tradições, sejam parecidas entre si. Isso até contribui para que o jogador se sinta "em casa", e se apegue rapidamente aos personagens, se importando com eles assim como se importa com os personagens dos livros e da série (a gente nunca aprende, mesmo).

Apesar do enredo ser paralelo aos acontecimentos cronológicos da série da HBO, ele é simultâneo e te coloca no local de situações chave da Guerra dos Tronos, mas sem macular a história que já conhecemos, por exemplo: você estará em Porto Real, na mesma sala da morte daquele personagem, mas em nada isso afeta o que aconteceu - simplesmente genial!

Fora os encontros com personalidades muito queridas da série - que foram modelados com base nos atores da série, e foram dublados pelos mesmos - o que é uma baita sacada!

Falta ritmo e objetividade


Como falei anteriormente, a experiência no Game of Thrones da Telltale, é problemática, e por incrível que pareça, o problema não é a jogabilidade que sempre é alvo de críticas à empresa; aqui ela funciona bem! O problema é a progressão da história que é demasiadamente lenta e faz o jogo ser pouco carismático em seus primeiros episódios - o que é uma falha tremenda, já que o game foi lançado em formato episódico com intervalo de meses entre um capítulo e outro, o que naturalmente gera desinteresse por parte dos jogadores. 

Falando por mim mesmo; comprei o season pass do game assim que o primeiro episódio foi lançado. De início me senti indiferente quanto ao game, e no lançamento do segundo episódio, já estava decepcionado com o carisma nulo do game, o que me fez ignorar os outros episódios quando iam sendo disponibilizados. Só fui tomar coragem de jogar os demais episódios após o lançamento do season finale no dia 17 de Novembro, e foi aí que notei o que estava perdendo - mas a culpa não é minha, viu dona Telltale?!

Aproveitando a deixa, farei uma sinopse curta de cada episódio e uso isso de desculpa pra usar as maravilhosas imagens ilustrativas de cada episódio que eu capturei pelo PS4 e não vou sossegar se não colocá-los nesse review, rs.

ATENÇÃO: Se você estiver com preguiça de ler a sinopse de cada episódio e minha nota para cada, pode pular para o próximo tópico; eu te perdoo.

EPISÓDIO 1 - Ferro do Gelo: O primeiro episódio é uma completa introdução da história do jogo e seus personagens. Os Forrester se vêem forçados a lutarem por suas vidas, após conflitos envolvendo uma guerra perdida e a morte de alguns membros da família - as esperanças são nulas e quem não souber as melhores estratégias para vencer, perecerá.  De Porto Real à muralha, vemos personagens se entrelaçando e se envolvendo com problemas maiores, que já são conhecidos para quem assiste a série de TV. Nota: 7

EPISÓDIO 2 - Os Lordes Perdidos: Em meio à eminente extinção da família Forrester algumas esperanças surgem e filhos pródigos percebem a situação crítica e escolhem voltar para casa. Antigas alianças podem ser desfeitas por falta de estratégia. Alguns personagens se encrencam ao tentar salvar o legado de sua família, o que deixa o jogador apreensivo às consequências que virão, afinal, todo cuidado é pouco e qualquer erro pode culminar na morte de pessoas importantes para a sobrevivência da casa Forrester e seus membros. Na muralha você deverá escolher um lado e aguentar as consequências de suas escolhas, e você não irá querer decepcionar Jon Snow. Ironrath precisa de novos aliados, e os Forrester estão cada vez mais próximos da derrota. Nota: 7,5


EPISÓDIO 3 - A Espada na Escuridão: Após a recuperação de Forrester feridos pela guerra, é hora de criar uma estratégia e procurar por aliados - e essa tarefa não será fácil. Alguns personagens se vêem afrontados por um dragão familiar. E mais uma vez, suas alianças com personagens de poder, trarão consequências dolorosas que dificultarão seu trabalho em Porto Real, mas cabe a você escolher se esse acordo continuará de pé. Em Ironrath o controle das terras é reivindicado por um rival temível e se submeter talvez seja a escolha certa. Nota: 8


EPISÓDIO 4 - Filhos do Inverno: Daenerys dá uma missão importante, que pode culminar em uma ajuda na guerra que se aproxima, e isso pode ser a salvação da Casa Forrester. Em Porto Real, é chegada a hora de agir e não levantar suspeitas; a sua lealdade será questionada e em algumas situações seu caráter terá que ficar de lado caso você queira as informações que precisa para salvar a família. Uma antiga amiga reaparece para ajudar em Ironrath, mas aceitar a ajuda é arriscado, cabe a você decidir. Sua lealdade à Mãe de Dragões colocará em risco uma amizade antiga, mas nem tudo estará perdido se você agir sabiamente. Caminhantes brancos colocam em risco a jornada para o "Bosque do Norte". Nota: 9


EPISÓDIO 5 - Um Ninho de Víboras: No penúltimo episódio, as ações de todos os Forresters são vitais para a sobrevivência do clã. Algumas alianças ressaltam as rivalidades com outras casas que desperta a ira dos mesmos, e uma ameaça ainda maior entra em jogo. Um dos membros da família Forrester consegue o que precisa para lutar por sua família, através de Daenerys. Em Porto Real, algumas ações chama a atenção de pessoas boas e ruins, e isso terá consequências. Aos desertores da muralha, a sorte parece mudar, e o frio do gelo deixa de ser o maior inimigo. Cersei propõe uma tarefa complicada. Nota: 10


EPISÓDIO 6  - O Dragão de Gelo: No final da temporada do Game of Thrones da Telltale, temos todas as consequências das ações tomadas durante todo o jogo. Alguns planos falham, mas novas escolhas surgem e isso pode ser a última esperança para os Forrester. Apesar das perdas, nem tudo tem um final conclusivo, dando uma grande deixa para a segunda temporada que já foi confirmada. O Dragão de Gelo é a resposta para muitas dúvidas, e pode ser a melhora aposta para novas tramas envolvendo a Casa Forrester. Em Porto Real, você é colocado contra a parede e a sua reposta ao traidor, pode salvar o seu pescoço. Apesar de satisfatório, o final é chocante e pode desapontar muita gente. Nota: 6

ATENÇÃO: Pronto. Acabaram as sinopses! pra quem pulou, leia daqui em diante.

Pessoalmente, achei o final da temporada bastante apelativo e decepcionante, te deixa com uma sensação de impotência - suas ações tem impacto, sim - mais do que de costume nos jogos da Telltale Games, mas o resultado é sempre mais ou menos o mesmo. E quando você pensa "não existe casa mais sofredora que a dos Stark", o jogo cala a sua boca com os Forrester, que poderiam muito bem aparecer em uma novela mexicana - haja sofrimento e falta de sorte na vida!

Você nunca se sentiu tão afrontado por Cersei Lannister, como no game da Telltale Games
No entanto, a experiência como um todo é grandiosa e te faz se sentir parte daquilo, tudo é muito imersivo - você acredita que faz parte da série da HBO, e ver os personagens sendo interpretados pelos atores reais, é muito empolgante! Fora a narrativa que é digna de um novo livro pelo George R. R. Martin (MENTIRA, TIO MARTIN. TERMINA ESSE SEXTO LIVRO AÍ, PRA TERMINAR COM O SÉTIMO E SE AINDA O SENHOR AGUENTAR, AÍ A GENTE DEIXA VOCÊ ESCREVER SOBRE OS FORRESTER, TÁ BEM?).

Travado e problemático demais

Claramente eu lutando contra os travamentos entre os carregamentos do jogo
Não, não estou falando da jogabilidade que não possui defeitos nesse título, mas dos travamentos durante as telas de loading e as transições de cenários, por vezes fui forçado a reiniciar o jogo em meu PlayStation 4, fora a demora entre eles, quando eles funcionam! Isso quebra muito o ritmo do jogo, e a vontade de jogar é comprometida. 

Com o último episódio, a localização no nosso idioma chegou também - para a alegria de muitos. No entanto, a tradução não é das melhores e alguns erros no código do jogo, fazem com que elas Às vezes nem apareçam ou fiquem ilegíveis - nada que um patch não resolva. No mais, o título é fluído e possui um gameplay gostoso, apesar de não ser  contínuo.

Poético e bonito

Todos estavam acostumados com o estilo "cartoon" dos traços dos outros jogos da Telltale Games, que se assemelhavam muito à história em quadrinhos, mas em Game of Thrones o tratamento foi outro - o jogo parece uma pintura óleo viva! Os traços delicados e com marcas de pincéis dão uma identidade única ao game, tudo é muito bonito e fotográfico.

Você vai se pegar vendo as paisagens ao fundo e pensando: "isso ficaria ótimo enquadrado em minha sala".


Por outro lado, os gráficos não são nada polidos e muitos elementos do cenário e dos personagens se atravessam e quebram a harmonia visual - isso pode incomodar aos mais observadores.

As trilhas sonoras são belíssimas e fazem jus à essência da série, e à "identidade Game of Thrones" (acabei de inventar isso) - até a abertura da série com sua imponente trilha foram transportadas para o jogo:


Por serem muito repetidas, você acabará achando tudo muito genérico e nenhuma te marcará, diferente do tema tocante de The Walking Dead. Faltou variedade e versatilidade.

A dublagem é primorosa, não só por conter os atores da série, mas pelas belas atuações e interpretações de todo o elenco que em nada deixam a desejar. Confira uma entrevista com alguns dos atores:


Está preparado para entrar na Guerra dos Tronos?


Agora que a primeira temporada chegou ao seu fim, todos os episódios estão disponíveis e a localização para o nosso idioma foi concluída, Game of Thrones: A Telltale Games Series é obrigatório para todos que apreciam o universo das Crônicas de Gelo e Fogo. 

No início o título pode parecer um tanto quanto apático, mas aos poucos ele se revela como uma história multifacetada que merece sua atenção! O final poderia ser melhor e menos forçado, mas isso não tira o mérito do título que é um dos melhores da história da Telltale Games.


Enredo: 7,5
Criatividade: 10
Jogabilidade: 8
Gráficos: 8
Som: 7
Diversão: 9

Nota: 8

Ficha Técnica

Título: Game of Thrones: A Telltale Games Series
Plataformas: PlayStation 3, PlayStation 4, Xbox 360, Xbox One, PC, iOS e Android

Créditos

Texto: Juninho Lima

Essa análise representa as opiniões do autor e não do site Co-op Geeks

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga