Menu
» » » » » O que esperamos de Rise of The Tomb Raider


Igor Oliveira 6.11.15


Após o reboot da franquia Tomb Raider em 2013, a musa dos games voltou para o topo de onde jamais deveria ter saído, e na próxima semana a sequência do título da Crystal Dynamics chegará às lojas. 

Rise of the Tomb Raider é rodeado de polêmicas, principalmente pela exclusividade temporária para os consoles da Microsoft - Xbox One e Xbox 360; porém, é sabido que no começo de 2016 ele chega aos computadores e no final do ano para os consoles da Sony

O novo Tomb Raider tem tudo para dar certo, e a desenvolvedora acertou em cheio nessa seqüência da aventura da nossa querida Lara Croft e nós podemos notar que o foco desde o reboot foi de humanizar a personagem e tirar aquela imagem de heroína imbatível, mostrando a sofrida progressão de uma exploradora pouco preparada à saqueadora de tumbas suprema que é perto do que vimos em 1996 quando a franquia surgiu e conquistou o mundo.

Nesse preview, junte-se a nós na exploração de tudo o que foi mostrado da nova aventura da nossa arqueóloga preferida e o que esperar do game.

Você é uma Croft!


Diferente do título anterior, veremos uma Lara um pouco mais agressiva e determinada, pois agora ela já tem um pouco de experiência e não tem mais toda aquela fragilidade e inocência vistos em Tomb Raider (reboot). Em poucos vídeos que já foram divulgados podemos perceber uma Lara mais confiante, e pelo fato de não termos mais um Roth ajudando e indicando os seus passos ela terá que se virar e traçar as suas escolhas sozinha e nada vai detê-la.

No entanto uma apreensão por parte dos fãs, está surgindo - finalmente o passado de Lara é mencionado e sua família terá importância no enredo. O medo fica por conta do erro que cometeram primeira trilogia da Crystal Dynamics (Legend, Anniversary e Underworld), que usou a mãe de Lara e Natla para conduzir a história e acabou por afundar a franquia. Mas se isso acontecer para construir ainda mais uma protagonista consistente e humanizada como acontece com a franquia Uncharted, não há com o que se preocupar.

Novos mitos e desafios

A história se passa um ano após os acontecimentos de Yamatai e Lara está em busca do mito da imortalidade dando continuidade a uma pesquisa realizada por seu pai anos atrás, essa mesma pesquisa sujou o nome dos Croft, saindo várias manchetes em jornais falando sobre a insanidade de tal mito. 

Lara então vê a oportunidade de limpar o nome de seu pai e sai em jornada a esta nova aventura que se passará entre Síria e Sibéria, porém uma organização chamada Trinity também está atrás da descoberta e no passado perseguiu e matou o pai de Lara.

Da Síria à Sibéria - felizmente em Rise of the Tomb Raider, teremos trocas de cenários, diferente da monótona ilha de Yamatai.
É legal ver uma organização como vilã e um pano de fundo maior para o enredo do game. Seria interessante ter também inimigos sobrenaturais com mais frequência, ao invés de soldados artilheiros como no primeiro título - afinal a franquia sempre teve um foco grande em criaturas mitológicas, e talvez seja uma boa hora para inseri-las com mais peso.

Prepare os dedos (no bom sentido)

A promessa é que o jogo dure de 15 à 40 horas, e que será três vezes maior que o primeiro - aguenta coração! Também foi dito que em devidas partes do jogo será possível você passar o cenário sem ser percebido ou entrar nos tiroteios e ambos te darão pontos de experiência, assim ninguém sairá perdendo, e convenhamos, não somos obrigados a engolir um tiroteio quando não estamos dispostos - ponto positivo para a Crystal Dynamics!

Diferente do reboot de 2013, em Rise of the Tomb Raider você escolherá se terá uma abordagem agressiva, ou furtiva.
O jogo contará com micro transmissões será possível você comprar Card Packs que contém modificadores para alguns atributos que poderá fornecer "poderes" para Lara, um Pack que já foi divulgado é o "Chicken Bomb", que funcionará da seguinte forma: você joga a galinha no inimigo e ela explode. pega água pra mim porque essa farofa me deu sede

O jogo possui a mesma mecânica do reboot porém com alguns ajustes e novas funções, como:

- Lara irá aprender outras línguas para melhorar a exploração nas tumbas e
grego é uma delas;

- Criação de itens como MedicPacks, flechas especiais (veneno, explosiva) e coquetéis molotovs; #TheLastOfUsFeelings

- Maior interação com o cenário podendo subir em arvores para melhor visualização da área ou para realizar ataques furtivos e utilizar itens para distrair os inimigos como garrafas, pedras; #TheLastOfUsFeelingsAgain

- Para a alegria do fãs mais saudosista, os amados flares estão de volta, mas nada das pistolas duplas até o momento;

- Alta customização de armas e grande variedade no armamento;

- Novas habilidades: correr, nadar, mais opções e formas de realizar ataques furtivos;

Sashay Away Multiplayer: como a crítica não foi positiva em relação ao modo Multiplayer da versão anterior a decisão foi removê-lo e incluir o modo de competição, onde você comparará determinados feitos no jogo em um rank mundial, ou com seus amigos - a la Uncharted: The Nathan Drake Collection.

Sons e visuais incríveis

Bobby Tahouri ficou responsável pelos detalhes sonoros. Ele emprestou  o seu talento para a trilha sonora de Rise of the Tomb Raider. Tahouri é conhecido por seu trabalho em Homem de Ferro, Meu Malvado Favorito 2 e Game of Thrones.  De acordo com o Gamespot, o game terá um sistema de música dinâmica, que durante o jogo vai analisar as composições existentes e criar uma trilha sonora "gerada progressivamente".

Os efeitos sonoros são muito realistas e imersivos. Você se sentirá numa nevasca e logo em seguida, numa tumba abandonada com muita fidelidade.

Outro destaque do game são os gráficos. Sem dúvidas, Rise of the Tomb Raider tem um dos melhores visuais já vistos na atual geração. Tenha um gostinho nesse vídeo especial abaixo que mostra como a Lara do game foi construída entre outros detalhes de imagem do jogo:


Minhas impressões sobre a demo da BGS 2015


Eu adentro em um corredor escuro e frio com pouca iluminação; olho para os lados e vejo umas imagens nas paredes que tentam passar a impressão de uma caverna; ao meu redor vejo várias pessoas com a mesma sensação e desejo de jogar o grandioso Rise of the Tomb Raider... 

A escolha de um local fechado foi uma ótima ideia para otimizar a experiência da demo de apenas 10 minutos; a sala continha um headset para cada jogador e assim iniciei a demo. Ela conta de forma breve os acontecimentos do novo jogo e nos encaminha para uma tumba.

As primeiros detalhes a serem notados são os gráficos e a riqueza em detalhes dos ambientes e da modelagem de Lara.

A movimentação está super fluida e realista; o destaque fica para os movimentos de Lara arrumando seu cabelo ou se secando após um mergulho. A demo que estava presente na BGS é uma versão mais curta da mesma demonstração exibida na Gamescom 2015, e tem uns puzzles fáceis de se resolver - ponto negativo; e no fim um pequeno tiroteio, com fuga no melhor estilo Uncharted. Se você estiver curioso, pode assistir a versão estendida da demo, logo abaixo:


O que esperamos de Rise of the Tomb Raider?


A continuação da experiência apresentada no reboot de 2013, e a progressão da Lara humana que se aproximará (um pouco, pra não estragar) da Lara clássica. Queremos explorar muitas tumbas, solucionar puzzles intrigantes, ter menos combates contra soldados, e enfrentar mais seres desconhecidos, e não reclamaríamos se as pistolas duplas aparecessem para caracterizar ainda mais a personagem.

Sobretudo, queremos que Rise of the Tomb Raider seja um marco para os fãs da franquia e para o mundo gamer, como mais um título onde Lara Croft se mostra uma heroína atemporal que não deixará seu posto de musa dos games, tão facilmente.

Rise of the Tomb Raider chega às lojas no dia 10 de Novembro, exclusivamente ao Xbox One e Xbox 360, e se você tem esses consoles, a compra é obrigatória. No início de 2016 ele chega ao PC e no final do mesmo ano, ao PlayStation 4 - a versão para PlayStation 3 não foi mencionada até o momento, mas pode acontecer.

Para notícias, imagens e tudo relacionado ao universo Tomb Raider, curta a página e conheça o site Lara Daily.

Hypômetro do Co-op Geeks


Gráficos: 10
Gameplay: 10
Novidades: 6
Enredo: 9
Personagens: 10
Cenários: 10
Soundtracks: 10
Diversão: 10

Hype: 9,5


Ficha Técnica

Título: Rise of the Tomb Raider
Desenvolvedora: Crystal Dynamics
Ano de Lançamento: 2015

Créditos


Texto: Igor Oliveira
Revisão: Juninho Lima

O texto não reflete a opinião do Co-op Geeks, mas do autor do artigo.

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga