Menu
» » » » As influências de Resident Evil 4 para a indústria dos games


Juninho Lima 13.7.16


Renovação - essa era a intenção do criador da série Resident Evil, Shinji Mikami, quando trabalhava nos conceitos de Resident Evil 4 - título que mais tarde se tornaria um dos mais famosos e influentes da história da indústria dos games, e também, o com mais ports e remasterizações. Confira o trailer da última versão lançada do jogo até o momento:


A criação de uma tendência

A história é velha: a fórmula dos Resident Evil anteriores estava saturada e o mercado demandava por jogos mais dinâmicos, com visuais e mecânicas que explorassem ao máximo os consoles da sexta geração. E nessa empreitada, depois de muitas pesquisas que resultaram em versões betas que, posteriormente, se tornaram outros jogos, aconteceu o nascimento do quarto título da franquia.

A câmera fixa foi deixada de lado e substituída por uma visão ampla fixada acima do ombro do personagem. A novidade exigia harmonia, e como agora novas possibilidades de combates acabaram de aparecer, os inimigos não poderiam ser tão lentos - era necessário oferecer desafio ao jogador.



Todos estavam enjoados dos zumbis lentos e das mecânicas "travadas", logo, a equipe criativa desenvolveu uma história que justificasse todas essas mudanças que, até os dias de hoje, são questionadas por muitos.

Por mais que, por um lado, o efeito da renovação da franquia tenha dividido a base de fãs, por outro Resident Evil 4 foi muito bem recebido pela crítica e se tornou o título mais popular entre todos os lançamentos da série. 

Apesar de pecar em aspectos narrativos, o jogo é tecnicamente perfeito e formulou a jogabilidade definitiva para jogos de ação. Gears of War, Uncharted, Dead Space e The Last of Us são só alguns dos games e franquias que foram influenciados pela tendência criada com o lançamento de Resident Evil 4.


Dead Space, Gears of War, Uncharted e The Last of Us, são só alguns dos muitos jogos influenciados pelas mecânicas de Resident Evil 4.
O equilíbrio mecânico da fórmula torna o gameplay fluído e preciso - por mais que tenha sido reformulado diversas vezes para atender aos requisitos da modernidade.

Criando tendências, betas e novos jogos


Por mais que, atualmente o segmento criado por Resident Evil 4 pareça genérico, é interessante relembrar o quanto Mikami e toda a Capcom batalharam para chamar a atenção dos fãs e de novos jogadores para tornar a franquia relevante novamente (principalmente após os sinais de cansaço apresentados depois do lançamento de Resident Evil CODE: Veronica). 

Como dito anteriormente, o processo criativo que resultou na versão final de Resident Evil 4 foi realizado em diferentes etapas que se resumem a cancelamentos, reaproveitamentos e criações de novos jogos e franquias, como é o caso de Devil may Cry e Haunting Ground.


Devil may Cry e Haunting Ground são alguns dos jogos resultantes das versões betas de Resident Evil 4.
No meio de tantas versões beta, a mais famosa é a que ficou conhecida pelos fãs como "Resident Evil 3.5", que apresentava um conceito de jogabilidade próximo do que conhecemos no quarto jogo da série, mas que teria locações e enredo completamente diferentes da versão final - Leon estaria infectado pelo vírus Progenitor e investigaria uma das mansões de Ozwell E. Spencer enquanto sofreria de alucinações causadas pelo vírus; tudo isso enquanto era perseguido por um "fantasma" com gancho e bonecas "possuídas" - como é possível notar, isso tudo foi descartado por se distanciar demais da identidade da série (coincidentemente, ou não, quase 10 anos depois, Shinji Mikami utilizou uma abordagem parecida em The Evil Within). Será que Mikami tinha tanta vontade assim de unir o sobrenatural ao científico em Resident Evil? Essa é uma pergunta que nos faz questionar se a sua saída da Capcom após o lançamento "não autorizado" de Resident Evil 4 para outras plataformas foi mesmo prejudicial para a série. Confira um pouco da beta "Resident Evil 3.5" abaixo:


Todo processo criativo é válido, e por mais que nos dias de hoje a Capcom esteja "mal das pernas" ela merece todo o reconhecimento por investir na reformulação da sua franquia mais rentável (que resultou, inclusive, na criação de uma tendência concisa e diversos jogos "por acidente").

Resident Evil 4 - um marco



Resident Evil 4 é um absoluto sucesso e divisor de águas, não só para a franquia Resident Evil (nem apenas para a Capcom pelas suas excelentes vendas e recepção), mas para toda a indústria de videogames. Todo o investimento criativo e o trabalho de anos resultaram em um dos games mais influentes, divertidos e famosos que continua a motivar novos jogos - como é o caso do novo God of War, que, assim como Resident Evil 4 foi um recomeço para sua franquia e será para toda a série ao adotar novas mecânicas de gameplay que foram inspiradas no título da Capcom.


Depois de mais de 10 anos de lançamento, Resident Evil 4 continua influenciando novos jogos, como é o caso do novo God of War, apresentado na E3 2016.
Assim como toda tendência, as mecânicas criadas no quarto game da série Resident Evil foram adaptadas gerando novos movimentos que mudam de tempos em tempos (mesmo que o importante seja jamais deixar a essência de lado). E para a história dos jogos, Resident Evil 4 é um marco que nunca será esquecido. Você pode, assim como eu, não aprovar os rumos que o jogo ditou para sua franquia, mas o sucesso é inegável. Um fato que merece o reconhecimento de todos.

Em breve, até na sua geladeira que sai água da porta


Enquanto o Leon perde a cabeça nesse GIF, a Capcom trabalha em novas remasterizações e ports de Resident Evil 4.
Nessa etapa do texto, eu deveria indicar Resident Evil 4 para os jogadores que ainda não conhecem o jogo, mas é algo muito difícil de sugerir (considerando que o game tenha sido lançado até para o seu microondas ganhou diversos ports e remasterizações, e que em breve será relançado novamente para PlayStation 4 e Xbox One e talvez até para relógio de pulso). Então eu só quero pedir para você, deixar nos comentários a seguir, as suas opiniões sobre as influências e o legado de Resident Evil 4 para a indústria dos videogames.

Créditos

Texto: Juninho Lima
Revisão: Marcelo Henrique Pereira

O artigo apresenta opiniões e ideias do autor do texto, e não do site Co-op Geeks.

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga