Menu
» » » » » Chamados: Por quê Samara voltou? (SEM SPOILERS)


Vitor Assis 6.2.17


O Chamado, filme americano baseado no longa japonês de mesmo nome, foi lançado em 2002 com uma história de terror ao seu modo inovadora e que foi de enorme sucesso, transformando Samara em um grande ícone e rendendo uma continuação duvidosa. Agora, Chamados (ou O Chamado 3 ninguém sabe a tradução certa) tenta reviver o terror o adaptando às novas tecnologias de nossa época, mas falha em tentar fazer com que haja mais história sobre o passado de Samara, e praticamente reciclam o roteiro do primeiro filme.

ATENÇÃO: Essa análise ESTÁ LIVRE DE QUALQUER SPOILER sobre a trama do filme. Leia sem preocupações.

VHS é coisa do passado


Tanto Samara quanto os filmes d'O Chamado são constantemente ligados ao gênero terror, mas são em sua grande parte suspense com investigação, e o terceiro filme não é diferente. Na nova história, Júlia, após receber uma estranha ligação no Skype de uma mulher na conta de seu namorado Holt, vai atrás do mesmo em sua faculdade depois de dias sem notícias dele. Lá, ela assiste ao famoso vídeo para salvar a vida de Holt, mas há algo diferente: Júlia descobre "um vídeo dentro do vídeo", algo nunca visto antes. Os dois precisam correr contra o tempo para desvendar o significado do novo vídeo e a mensagem que Samara quer passar antes que se esgotem os sete dias.

O problema do filme já começa pelo casal principal: Júlia e Holt tem pouca - para não dizer nenhuma - química, e que vai se perdendo com o desenrolar do filme. Eles são jogados para o telespectador sem desenvolvimento prévio e com apenas poucas cenas iniciais do filme focadas nos dois. E quando Júlia assiste à fita para salvar seu namorado, não parece um ato de amor e sim "porque o roteiro quis". 

Há no filme também uma espécie de culto à Samara, algo como visto no Bruxa de Blair de 2016, e isso é algo interessante, porém porcamente explorado e serve apenas situar a história da Samara de maneira rápida e trazer o vídeo de volta - que aliás não é nem explicado como está de volta, já que Rachel, personagem de Naomi Watts, fechou o poço no segundo filme.

E as inconsistências no roteiro não param por aí. Samara quer passar uma mensagem através do novo vídeo. Uma nova mensagem, pois no primeiro filme tudo o que ela queria era ser ouvida. Já no segundo, a garota queria uma mãe. E agora ela volta querendo algo que teoricamente ela já conseguiu anteriormente bipolar você, menina. E não é explicado o motivo pelo qual Júlia é a pessoa especial para receber o novo vídeo, talvez seja o protagonismo.

O Chamado 2002 all over again


A nova trama parece pouco inovar e traz um roteiro bem parecido com o primeiro filme: temos um vídeo - agora um novo, pois tudo do primeiro foi resolvido -, um mistério que envolve o vídeo e mais do passado obscuro da Samara. Talvez O Chamado não seja capaz de progredir e fique a todo instante cavando mais fundo o passado da garota. Primeiro tivemos os pais adotivos, então a história da mãe biológica e agora entra em cena o pai biológico. E para que Chamados faça sentido, pontos de seu filme anterior são completamente ignorados. E mais uma vez, como no primeiro filme, quando tudo parece bem, Samara strikes again!

Este novo filme se aproveita também da trilha sonora e da fotografia dos dois primeiros filmes, algo que de fato não é tão ruim, pois nos traz de volta ao clima de O Chamado, mas por diversas vezes os tons neutros e escuros voltados a uma paisagem mais chuvosa se alternam para tons muito claros e ensolarados ao maior estilo "comercial de margarina de família feliz" para parecer que está tudo bem. E o terror do filme se baseia apenas em jumpscares baratos e previsíveis que talvez nem assustem os mais medrosos. 

#SamaraVolteProPoço


No fim do filme temos um grande plot twist que deixa um gancho para mais filmes. Mas por que exatamente? A divulgação do filme foi feita com a hashtag #SamaraVoltou. Mas se voltou para trazer algo de novo, falhou miseravelmente. Não há coesão de continuidade e o futuro da franquia é obscuro e certamente sem planejamento algum, e o novo filme claramente foi feito para que Samara mais uma vez lucrasse e emergisse do poço, lugar de onde ela nunca deveria ter saído.


Ficha Técnica

Título original: Rings
Lançamento: 02 de Fevereiro de 2017
Elenco: Matilda Lutz, Alex Roe, Johnny Galecki, Aimee Teegarden, Bonnie Morgan e Laura Wiggins
Direção: F. Javier Gutiérrez

Créditos

Texto: Vitor Assis

A análise apresenta as opiniões e ideias do autor do texto e não do site Co-op Geeks

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga