Menu
» » » » » Tirando da Estante: The Seven Deadly Sins (Nanatsu No Taizai)


Ibnny Afonso 2.2.17


Quem curte animes de ação certamente já assistiu ou já ouviu falar em The Seven Deadly Sins (Os Sete Pecados Capitais, em tradução livre), adaptação do mangá Nanatsu no Taizai, escrito e ilustrado pelo japonês Nakaba Suzuki. Produzida e lançada originalmente no Japão em 2014, a primeira temporada da animação com 24 capítulos foi disponibilizada em setembro de 2015 no catálogo da Netflix Brasil e Portugal, sendo muito bem avaliada pelo público desde então.

O enredo do anime se desenrola numa época em que o mundo ainda não era "dividido entre humanos e não-humanos" e conta a história dos Cavaleiros Sagrados, guerreiros temidos e admirados que possuíam poderes mágicos extraordinários e tinham como função defender o Reino de Liones de seus inimigos.

Os Sete Pecados Capitais, grupo de elite dos Cavaleiros Sagrados, no entanto, se rebelaram contra o Reino e provocaram uma grande batalha, que resultou num derramamento de sangue sem precedentes. Desde então, o grupo de traidores do reino desapareceu e suas cabeças foram colocadas a prêmio de modo que quem os conseguisse capturar obteria reconhecimento suficiente para se tornar um Cavaleiro Sagrado.

A história tem início quando a Princesa Elizabeth, filha do atual rei de Liones, foge das dependências da realeza numa jornada com o objetivo de reunir o antigo grupo de elite para tentar, assim, retomar o poder sobre o Reino, uma vez que os Cavaleiros Sagrados prenderam a família real e tomaram o poder com a finalidade de iniciar uma grande guerra na região. Elizabeth acredita que Os Sete Pecados Capitais são os únicos capazes de derrotar os tiranos que dominaram Liones e trazer a paz de volta para o Reino.


Personagens

O anime conta com um grande número de personagens, porém alguns ganham mais destaque que outros no início e decorrer dos capítulos. Falaremos brevemente sobre os mais importantes a seguir sem entregar spoilers da história.

Elizabeth: terceira princesa do Reino de Liones, a jovem decide sair em busca dos lendários Sete Pecados Capitais após ver sua família ser feita refém por um grupo de tiranos cavaleiros sagrados que querem provocar uma grande guerra.

Meliodas: dono do bar Chapéu de Javali e capitão dos Sete Pecados Capitais, revela sua identidade ao conhecer Elizabeth e se oferece para ajudá-la a reunir todo o grupo novamente. Representa o pecado da Ira do Dragão.

Hawk: Porquinho falante que se denomina Líder da Ordem dos Limpadores, trabalha como ajudante no Chapéu de Javali e é o corajoso, fiel e dramático companheiro de aventuras de Meliodas.

Gilthunder: Cavaleiro sagrado treinado na infância por Meliodas, deseja capturar os Sete Pecados Capitais e impedir que se reúnam contra a Ordem que domina o Reino.

Diane: proveniente da tribo dos gigantes, tem um temperamento forte e é muito apaixonada pelo capitão dos Sete Pecados. Representa o pecado da Inveja da Serpente.

Ban: único dos sete pecados a ser capturado pelos Cavaleiros Sagrados após a grande batalha, é mantido prisioneiro na masmorra do Reino sob uma forte magia. Representa o pecado da Ganância da Raposa.

Jericho: Aprediz de Cavaleira Sagrada, também tem o desejo de capturar os Sete Pecados e destruí-los, assim como Gilthunder, com o propósito de ser reconhecida como a mais poderosa cavaleira sagrada de Liones.

King: também conhecido como Rei das Fadas, é um personagem atrapalhado e tímido, porém muito confiante e poderoso, sendo sua arma sagrada uma das mais versáteis. Representa o pecado da Preguiça do Urso.

Guila: Aprendiz de Cavaleira da Nova Geração, quer vingar a morte do Pai enfrentando e derrotando os Sete Pecados para se tornar uma Cavaleira Sagrada.

Curiosidades



Se você já conhece The Seven Deadly Sins certamente notou algumas referências que a animação traz a locais e personagens (reais e mitológicos), que ajudam a localizar geograficamente e dar um contexto mais amplo à história, abrindo um leque de possibilidades para o desenvolvimento da trama.

O primeiro desses locais é a Britânia, região que abriga o Reino de Liones e corresponde à atual Grã-Bretanha, na Europa, ilha formada por três países do Reino Unido: Inglaterra, Escócia e País de Gales. Outra referência utilizada em certo momento no enredo do anime são Camelot e o Rei Artur, região e personagem fictícios, respectivamente, muito populares em histórias que retratam as guerras medievais.

Uma característica interessante do anime, que não chega a ser uma curiosidade propriamente dita, é a ausência de diferenciação de gênero nas atividades desempenhadas pelos personagens, de modo que tanto os homens quanto as mulheres representadas na animação são tratados de maneira igual, inclusive em relação à força e poderes. 

A única ressalva pertinente é em relação à super sexualização dos corpos femininos, característica comum aos animes japoneses, mas que torna-se desnecessária para a construção do enredo e de seus personagens.

Embarcando na Aventura



Ambientado em cenários que remontam à Idade Média, com castelos, vilarejos e florestas, The Seven Deadly Sins combina ação da melhor qualidade com uma pitada de humor, receita popular do segmento, porém feita de forma única e envolvente através de personagens originais e carismáticos que conquistam rapidamente quem assiste a animação. 

A trilha sonora também é um dos pontos altos da adaptação, que combina músicas instrumentais medievais durante os capítulos e canções em japonês e inglês, nos temas de abertura e encerramento.

Com batalhas impressionantes, dignas das melhores cenas de Dragon Ball e Cavaleiros do Zodíaco, ação é algo que não falta no anime durante a jornada em busca dos Sete Pecados Capitais, então esteja preparado para roer as unhas e torcer por seus personagens favoritos a cada novo capítulo.

Por todos esses atributos, The Seven Deadly Sins, sem sombra de dúvidas, é um anime que entrega muito mais do que promete, proporcionando diversas horas de entretenimento e boas risadas (difícil mesmo é conter a ansiedade e não fazer uma maratona de todos os episódios da série de uma vez só).

Espera-se que a segunda temporada da animação seja completamente disponibilizada em 2017 (ainda sem data definida) e conte com mais 24 episódios recheados de ação, muitas batalhas, bom humor e aventuras com todos os personagens da história.

Créditos

Texto: Ibnny Afonso

O artigo apresenta opiniões e ideias do autor do texto e não do site Co-op Geeks.

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga