Menu
» » » » » » » 7 deidades que devem aparecer em Deuses Americanos


Felipe Cavalcante 15.7.17



Deuses Americanos terminou sua primeira temporada e trouxe, além de um cliffhanger, vários deuses de diferentes mitologias e culturas que de algum modo foram trazidos para a América. E na próxima temporada Shadow (Ricky Whistle) e Wednesday (Ian McShane), além de resolver as suas pendências, irão se encontrar com outros deuses antigos para se preparar para a futura guerra contra os Novos Deuses: Mr World, Mídia e Technical Boy, porém, apesar do romance escrito por Neil Gaiman (escritor de Coraline, Stardust e Lugar Nenhum) ser extenso e contar com mais de 500 páginas, além de uma edição preferido pelo autor com mais material extra, a adaptação televisiva do canal STARZ supervisionada por Bryan Fuller vai adicionar mais personagens, expandir tramas e dar novos focos não explorados anteriormente.
Em entrevista ao Inverse, Gaiman que também é o produtor executivo da série, contou que algumas de suas cenas favoritas não puderam ser colocadas no livro original e que a próxima temporada incluirá até mesmo um Coming to America ambientado na década de 40.
Em outra entrevista, mas dessa vez ao Crave, Gaiman e Fuller confirmaram também, não apenas que haverá uma sequência explicando a chegada à América de Czernobog e as irmãs Zorya, como também eles adicionarão novas nuances à mitologia do show, como lendas urbanas também sendo reais. 

 Então, enquanto ainda não sabemos que surpresas Gaiman e Fuller nos reservam preparamos esta lista de deuses que podem fazer uma aparição na próxima temporada da série e o papel que podem cumprir na trama.


ATENÇÃO! Este post irá conter SPOILERS do livro e da próxima temporada de "Deuses Americanos", leia por sua conta em risco!

Mama-Ji


Mama-Ji é uma deusa antiga que é introduzida no encontro na House On The Rock, Wiscounsin. De origem indiana, na sua forma mortal ela parece uma velhinha pequena, de pele escura e já meio curvada pelo tempo, mas ela na verdade é Kali - a deusa hindu do Tempo, da Criação, do Poder e da Destruição, cuja forma verdadeira é de uma mulher gigante com a pele azulada, quase preta, a língua vermelha ensanguentada e um colar de crânios em torno do pescoço. Muitas vezes ela também é apresentada dançando em cima do seu prostrado marido, Shiva.
O papel dessa deusa pode acabar sendo ampliado como o de outros personagens menores do livro, mas, sendo ela uma deusa da destruição, não pareceria ilógico que Wednesday procuraria a sua ajuda na guerra que vem a seguir.

Baco 



Baco (ou Dionísio na mitologia grega) é o deus do vinho, das festas e da loucura. No livro original, Gaiman preferiu não inserir na sua trama tantos deuses do panteão greco-romano, pois a ideia geral é a de deuses que de algum modo foram trazidos à América, mas com algumas recentes escavações e descobertas arqueológicas, já se acredita que os romanos sabiam, ou pelo menos suspeitavam da existência da América. Além disso, dois personagens dessa mitologia já fizeram sua aparição tanto no livro, como na série: Vulcan, o deus do fogo aparece no episódio "A Murder of Gods" e uma górgona, que aparece rapidamente em um capítulo, quando Shadow entra num quarto de uma mulher "que recusa a deixá-los ver o seu rosto". Não parece impossível que o deus do vinho e da intoxicação não apareça numa rave ou como um dono de alguma marca de vinhos caros na série.

Alviss



Alviss, filho de Vindalf e o Rei dos Anões, é um personagem da mitologia nórdica que já foi enganado por Thor quando pediu a filha do deus do trovão em casamento. Ele também faz sua primeira aparição em Wiscounsin, na House of The Rock e é sempre confundido com Elvis - o que o deixa bastante irritado - e pode ser bastante útil para a luta que Wednesday está armando, já que anões são conhecidos sempre por serem ótimos ferreiros e ferozes lutadores.

Ganesha 




Ganesha, o deus hindu da sabedoria, da prudência e do saber. Ele é na maioria das vezes retratado com uma cabeça de elefante - e até já fez a sua aparição na abertura da série. Nos livros a sua aparição é inesperada e não valeria a pena descrevê-la aqui, mas existe uma grande probabilidade dele ter algumas cenas já na próxima temporada.

O Pássaro-Trovão




No livro, durante os sonhos com o orquidário de ossos Shadow também vislumbra vários pássaros que carregam consigo relâmpagos e trovoadas, até o momento nenhum deles fez uma aparição na série, mas o Pássaro-Trovão é uma entidade importante para a cultura norte-americana. Os Pássaros-Trovões são figuras em inúmeras culturas de diferentes tribos nativo-americanas, entre elas os Ojibwe e os Menominee, onde são um símbolo de poder e força, algumas lendas retratam o grande Pássaro Trovão como inimigo das Serpentes Chifrudas - as Misikinubik - e impedem elas de devorarem a terra e os seus habitantes, além de serem mensageiros do Sol, curiosamente em algumas tribos, sonhar com um pássaro-trovão significa que deve-se ir à guerra...

Bast



Bast ou Bastet - a deusa gata da mitologia egípcia - tem uma aparição bastante interessante no livro e que permeia a história até o final de um modo bastante sutil, e para quem estava prestando atenção à série ou entende de mitologia egípcia pode notar a sua participação rápida durante a cena com a Sra. Fadil. Nenhuma atriz foi ainda anunciada para o papel, mas considerando que Mr. Ibis e Mr. Jacquel tiveram um papel na primeira temporada, provavelmente já teremos a personagem interagindo com Shadow.

Mr. Wood - e os Mooks



Mr. Wood já fez a sua primeira aparição na série, ou pelo menos é o que pensamos. No episódio "Lemon Scented You" temos essa grande forma de galhos que cresce a partir de uma das cadeiras da estação de polícia, matando todos os agentes e os consumindo, além de atacar Shadow. Mais tarde, Wednesday explica o que é o Mr. Wood:


"Sempre houve um buraco com o formato dos deuses na cabeça dos homens. Mr. Wood era as árvores. Mr. Wood era a floresta. Ele era um deus muito velho que viu algo muito novo: uma sociedade temente à Deus se virando para a completa industrialização. Então o que ele fez? Sacrificou as suas árvores. Sacrificou sua floresta e se tornou algo novo"

Então basicamente, Mr. Wood é uma entidade muito antiga que se tornou objetos industrializados para poder sobreviver. Nos livros, porém, Mr. Wood tem uma aparição humana e junto de outros deuses: Mr. Town, Mr. Stone, Mr. Road... Eles são conhecidos como os Mooks, agindo como os agentes dos Novos Deuses. Na série essa função parece ter sido dada às Crianças - o grupo de homens sem rosto criados pelo Technical Boy - mas isso não impede a futura aparição desses antigos deuses que já sofreram o rebranding dos Novos Deuses. 


Teremos de esperar a próxima temporada para ter certeza de que esses deuses irão com certeza ter sua divindade representada na série, mas como o inesperado é a marca das mentes doentias e maravilhosas de Bryan Fuller e Neil Gaiman é melhor não criar expectativas e simplesmente esperar pelo melhor. A próxima temporada de Deuses Americanos ainda não tem data de estreia e enquanto isso não se esqueçam: do not piss off those bitches in airports.





Créditos:

Texto: Felipe Lima
Revisão: Felipe Lima

O artigo apresenta as opiniões e ideias do autor do texto e não do site Co-op Geeks.

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga