Menu
» » » » » » » » » » Game of Thrones - 3x07 The Queen's Justice


Felipe Cavalcante 7.8.17




ATENÇÃO! Este post conterá SPOILERS de "Game of Thrones", leia com atenção!



Este episódio já se inicia com a chegada de Jon e Davos em Pedra do Dragão, na praia Missandei e Tyrion os recebem, junto de alguns dothraki, que inclusive tiram as armas deles. Esta temporada que está sendo praticamente a temporada dos reencontros elabora um curto, porém eficiente diálogo entre Jon e Tyrion, de forma que ambos lembrem-se daquilo que ambos tem em comum e saibam que podem, talvez, confiar um no outro. Temos um diálogo momentâneo de Missandei e Davos em que ele questiona o sotaque dela e que gerou uma teoria de que ela poderia ser uma traidora, os jovens gafanhotos deveriam lembrar-se de outras vezes em que teorias interessantes sugeridas pela série, simplesmente não passavam de furos de roteiro.




Temos um momento em que Melissandre discute com Varys sobre Jon e Daenerys, as interações do Aranha com os sacerdotes vermelhos sempre trás algo de interessante. Varys questiona o motivo de Melissandre estar afastada do grupo de recém-chegados, ela afirma que cometeu erros com Jon e Davos e que o seu dever dela está cumprido, ela uniu fogo e gelo e seu destino agora é Volantis, porém, ela irá retornar, e como Varys ela tem o destino de morrer naquela terra estrangeira.


Mas, esquecendo essas possibilidades, temos as interações de Jon e Daenerys, que como o esperado não são amistosas de início. Ambos não confiam um no outro, e realmente não vêem sentido em confiar, eles parecem ser muito diferentes um do outro, apesar de serem muito parecidos de fato. Missandei apresenta Daenerys com todos os seus títulos, Nascida da Tormenta, Rainha dos Ândalos e dos Roinares, Quebradora de Correntes e etc. e Davos apresenta Jon, o Rei do Norte, no que muitos no twitter comicamente apontaram, poderia ser dois colegas apresentando um trabalho para o qual não estudaram na faculdade.

Daenerys exige que Jon dobre o joelho perante ela, e assim una o Norte a favor dela, algo que Jon recusa, considerando a luta pelo Trono de Ferro algo secundário com a chegada do inverno e relembrando as mortes de Starks pelo Rei Louco. A conversa se intensifica até o momento em que Varys chega para avisar de que Theon retornou.

Eventualmente, Tyrion resolve interceder por Jon e pede para Daenerys ceder o vidro de dragão para ele, e esperar que ele seja grato por algo que ela faça por ele.


Cersei -  os Lannisters sempre pagam suas dívidas

A seguir Euron chega em Porto Real, aclamado pelo povo, porém essa incongruência de roteiro fica no ar mesmo, o seu presente para Cersei é "justiça" pela morte de Myrcella, assim já conquistando sua confiança. E agora temos um momento sombrio de vingança de Cersei contra Ellaria, parece difícil para nos relacionarmos com Ellaria de início quando nos lembramos que as ações dela contra Doran e sua sede incontrolável por sangue, porém ainda assim, a atuação de Indira Varma adiciona um drama nesta vingança horrível, a morte lenta e dolorosa de Tyene na frente da mãe é mais um momento de violência de Cersei quase tão chocante quanto a explosão do Septo.

Porém, logo em seguida somos levados para outra questão em Porto Real, Tycho Nestoris, um banqueiro de Braavos chega para cobrar a dívida da primeira rainha de Westeros ~como o Senhor Barriga~ , porém Cersei consegue contornar a situação explicando que Daenerys quebrou o status quo da escravidão em Meeren, Astapor e Yunkai, algo que fez o Banco de Braavos perder muito lucro, outra incongruência com os livros, considerando que Braavos é uma cidade que rejeita totalmente a escravidão. Ela pede uma quinzena para a pagar a dívida, e desse modo sabemos que Cersei tem algum plano.


Bran e Sansa - retorno em Winterfell



Em Winterfell, Sansa está mostrando decisões diretas no castelo, administrando as provisões e das armaduras agora que o inverno chegou, até mesmo lembrando a Catelyn como Senhora de Winterfell. Depois disso, temos Mindinho tentando mais uma vez se aproximar de Sansa, desta vez elogiando as decisões dela e com uma conversa meio Interstellar, porém isso logo é interrompido pela chegada de Bran.

Se o roteiro da série seguisse mais a relação de desencontros à maneira dos livros, Bran teria sido anunciado com um corvo antes de Jon sair do Norte, mas claro, é muito mais emocionante termos Sansa reencontrando o seu irmão perdido e vendo-o vivo, mudado, distante, quebrado. Bran agora é o Corvo de Três Olhos, ele perdeu todo o tato social, ele viu coisas demais, ele está distante de todos e o modo como ele explica para Sansa que ele agora sabe de tudo, relembrando o casamento dela com Ramsay, só demonstra o quão fora da realidade ele está.

Rochedo Casterly - uma vitória e uma derrota dos Imaculados



Tyrion planeja a invasão à Rochedo Casterly pelos Imaculados depois da notícia da captura da frota de Yara, como ele explica Twyn Lannister fez várias modificações ao longo dos anos no castelo tornando-o praticamente impenetrável com seus muros altos e portões resistentes, porém um detalhe que ele esqueceu foi o de deixar Tyrion encarregado dos esgotos do castelo, e assim o Duende tendo este conhecimento fez uma passagem particular para se encontrar com prostitutas, o que permitiu a vitória dos Imaculados e a sobrevivência de Verme Cinzento.

O movimento de xadrez do time Daenerys, contudo, não previu o gambito de Cersei: enquanto eles conseguiram conquistar Rochedo Casterly, em quinze dias, de algum modo que a série não poderia explicar por falta de tempo e talvez de criatividade o resto do exército Lannister marchou e derrotou as defesas de Jardim de Cima.

Jaime Lannister se dirige para a torre onde Olenna Tyrell aguarda, ela como sempre não poupa palavras e questiona logo como será sua morte, Jaime afirma que Cersei tinha inúmeras opções grotescas para a matriarca Tyrell, mas que ele mesmo resolveu oferecer para ela uma morte digna e serve à ela uma taça de veneno. Olenna bebe toda a taça de quase um gole, e continua a falar sobre venenos, além de destilar o seu e revelar para Jaime que foi ela, e não Tyrion, a verdadeira responsável pela morte de Joffrey. 

A Rainha dos Espinhos termina sua participação na série querendo ser lembrada por Cersei como a real responsável pela morte do seu filho, Jaime sai da sala chocado e amargurado, pois mesmo que tenha conquistado o castelo, ele estrangulando a rosa ainda conseguiu ferir sua única mão boa.



Créditos

Texto: Felipe Lima
Revisão: Felipe Lima

O texto apresenta opiniões do autor e não do site Coop Geeks.

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga