Menu
» » » » » » » » » Análise do primeiro trailer do live-action de Mulan


Felipe Cavalcante 6.12.19


O primeiro trailer completo do live-action da animação Mulan foi lançado e agora tivemos um vislumbre melhor das adaptações que estão sendo feitas do filme original de 1998 para esse remake.
A trama permanece a mesma: Hua Mulan, interpretada pela atriz Liu Yifei, a filha de um honrado guerreiro se disfarça de homem para se alistar no Exército Imperial da China e lutar na guerra contra uma horda de invasores, a fim de salvar o pai doente. Contudo há várias pequenas mudanças, especialmente nos elementos mágicos do filme.


Uma das primeiras diferenças entre essa adaptação e o original, é que agora Mulan tem uma irmã mais nova chamada Hua Xiu, interpetada pela atriz Xana Tang, formando uma família de três mulheres e o pai, Hua Zhou (Tzi Ma). Isso aumenta bastante as consequências do decreto imperial que exige que cada homem de cada família vá lutar na guerra, porque se o pai de Mulan for lutar, então, as três ficarão à mercê de si mesmas e isso também aumenta a pressão para Mulan se casar, para se ter logo outro homem na família.
Outro detalhe que podemos notar é que o nome da família foi mudado de família Fa, que é uma versão mais americanizada do chinês Hua, que é o nome original da personagem Mulan no poema original.

A Fênix e o Dragão


Uma das mudanças que mais trouxe reclamações por parte dos fãs da animação foi o fato de que agora não temos mais o personagem Mushu, o pequenino dragão que por um grande engano acaba precisando ajudar e proteger Mulan em sua missão.
Dessa vez, o guardião dela será uma fênix - uma ave que a maioria de nós conhece pela versão grega da lenda, mas que na China tem um simbolismo diferente. A fênix chinesa, também conhecida como Fenghuang, simbolizaria altas virtudes, graça e paz, mas também incorporara aspectos do feminino e do masculino, da mesma maneira que a própria Mulan, que precisa se vestir de homem para poder lutar e salvar o pai. Também há uma frase que o próprio pai dela diz no início do trailer "a Fênix se senta ao lado do Imperador" fortalecendo o simbolismo da fênix. Será que no final do filme teremos uma Mulan se tornando a melhor guerreira ou conselheira do próprio Imperador?


Nessa versão, os invasores não são mais hunos e passam a ser os gortuks, com seu líder Böri Khan, interpretado pelo ator Jason Scott Lee, que lidera a horda ao lado de uma feiticeira: Xian Lang, interpretada pela atriz chinesa Gong Li, que tem o poder de se transformar em um falcão, como homenagem ao falcão de Shan Yu, o líder dos hunos da animação.


Outra mudança na adaptação foi o corte das músicas da animação original. Elas foram adaptadas e incorporadas na trilha sonora em versões instrumentais. Nesse trailer, tivemos uma amostra de uma versão épica e orquestral de Reflection do filme original.

Algumas polêmicas...

Contudo, apesar dessas mudanças interessantes e modificações para se tornar ainda mais autêntica, essa adaptação de Mulan não tem estado isenta de certas polêmicas. Recentemente, a atriz Liu Yifei se manifestou favorável a reação policial em um post sobre um repórter que teria sido agredido por manifestantes em Hong Kong. Durante a D-23 deste ano, a atriz esteve ausente no painel do filme.
Anteriormente, um roteiro vazado do filme teria revelado que haviam muito mais mudanças e muito mais controversas na adaptação. Um personagem branco moldado como uma espécie de Marco Pólo seria adicionado no enredo e teria um envolvimento amoroso com Mulan, algo bem pior do que as acusações de whitewashing que as pessoas esperavam que não acontecessem nesse filme. Porém, aparentemente, esse personagem foi cortado e todos os atores são asiáticos e/ou chineses.
A última polêmica foi sobre a mudança do personagem Li Shang, o interesse amoroso original de Mulan, que teria, supostamente, sido cortado do filme e substituído por outro personagem por conta da leitura de alguns fãs do desenho original, onde ele seria bissexual, algo que não passa tão bem dentro do código do governo da China.


Apesar disso tudo, Mulan parece ser um filme autêntico ao poema original em chinês, com toques mágicos e cenas de ação muito bem coreografadas, e teremos de esperar a estréia do filme para saber se ele excederá expectativas. Mulan chega aos cinemas em 27 de março de 2020.

Créditos

Texto: Felipe Lima
Revisão: Felipe Lima e Bruno Bolner

O texto apresenta as opiniões do autor do artigo e não do site Co-op Geeks.

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga