Menu


Felipe Cavalcante 26.5.20



Com a confirmação do cancelamento do filme da Supergirl e o anúncio do lançamento da versão Snyder Cut de Liga da Justiça não se sabe ainda que caminho o Universo Cinematográfico da DC deve seguir com o Homem do Amanhã.



Um dos boatos mais recentes era de que o ator Michael B. Jordan (Creed e Pantera Negra) iria assumir o papel de Super-homem, mas isso foi negado pelo ator, embora relatos de negociações e encontros com os executivos da Warner tenham sido feitos. 

O estúdio agora tem menos clareza sobre o que fazer com o Superman, um personagem que já teve um reboot duas vezes nos últimos 13 anos, uma vez com Brandon Routh em Superman Returns e depois com Henry Cavill com Homem de Aço, e que agora está estrelando a série da Netflix, The Witcher.



Apesar do sucesso de Cavill no papel de antagonista em Missão Impossível: Efeito Fallout e em The Witcher, ainda não dá para se confirmar se a Warner deve trazer ele novamente para o papel nos filmes. A desestrutura do Universo DC e a questão dos conflitos em torno do cachê do ator, o clima de incerteza permanece no retorno ou não de Cavill. 

Mesmo com o anúncio recente do lançamento do Snyder Cut pela plataforma de streaming HBO Max, não se sabe como a Warner deve reagir a recepção do filme. 

Outro problema que a Warner parece está sofrendo é o uso da imagem do super-herói: o Superman também apareceu recentemente em diversas vezes na televisão, seja com a série Lois e Clark, Smallville, na série Krypton do canal SyFy e em uma aparição recente na série Supergirl da CW e ainda deve ganhar mais uma série de televisão, no caso, um remake de Superman & Lois também produzido pelo canal CW. Para ajudar a reencontrar uma maneira de tornar o Superman relevante novamente para o público moderno sabe-se que a Warner deve seguir com o diretor J. J. Abrams (Cloverfield e Star Trek). 

Além de um possível novo filme do Superman, a produtora de Abrams, a Bad Robot, irá produzir uma série da Liga da Justiça Sombria (que teve seu filme live-action cancelado) para a HBO Max e possivelmente terá alguma influência no modo como o Universo da DC deve se moldar daqui para a frente, especialmente se o universo das séries do streaming e os filmes acabarem convergindo em algum ponto.


Agora com a crise da pandemia do CO-VID 19, as produções de filmes estão paradas, mas as produções e planejamentos ainda podem ser iniciados, e enquanto isso, os fãs apenas desejam que a próxima vez que o Homem de Aço apareça nas telonas seja para fazê-los acreditar num homem que pode voar novamente.


Créditos

Texto: Felipe Lima
Revisão: Felipe Lima


«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga