Menu
» » » » » OSCAR 2021: Confira a Lista de Indicados


Júlia Capuano 15.3.21

Imagem: Fundo marrom. Na esquerda a estatueta dourada do Oscar (figura de homem magro com músculos marcados, as mãos juntas na altura do peito e segurando uma espada que segue verticalmente até os pés). A base da estatueta é preta e circular, lembrando um antigo rolo de filme. No centro da imagem, a palavra OSCAR em letras maiúsculas douradas, e a silhueta da estatueta dentro do A.

A temporada de premiações está chegando ao fim e hoje (15) foi anunciada a lista de indicados ao Oscar 2021, o prêmio mais importante do cinema americano. A divulgação foi feita em uma transmissão ao vivo pelo canal do YouTube da premiação e foi apresentada pela atriz Priyanka Chopra Jonas (O Tigre Branco) e seu marido, o ator e cantor Nick Jonas (Kingdom).

A premiação conta, pela primeira vez na história, com duas diretoras indicadas a Melhor Direção: a chinesa Chloé Zhao, por "Nomadland", que é também a primeira mulher não branca a ser indicada, e a britânica Emerald Fennell, por "Bela Vingança". Durante os 93 anos da premiação, apenas cinco mulheres foram indicadas nesta categoria, tendo apenas uma vencido, Kathryn Bigelow, por "Guerra ao Terror" em 2010.

Em comparação ao ano passado, em que somente uma atriz negra foi indicada (Cynthia Erivo por Harriet), a lista de indicados aos prêmios de atuação deste ano apresenta uma diversidade bem maior. Pela primeira vez, dois atores de origem asiática competem na categoria de Melhor Ator, sendo eles Riz Ahmed, por "O Som do Silêncio", e Steven Yeun, por "Minari". Além deles, temos também a presença de Chadwick Boseman, indicado postumamente por seu trabalho em "A Voz Suprema do Blues", Viola Davis, pelo mesmo filme, Andra Day, por "Estados Unidos Vs Billie Holiday", Yuh-Jung Youn, por "Minari", Daniel Kaluuya e Lakeith Stanfield, ambos por "Judas e o Messias Negro", e Leslie Odom Jr. (o querido Aaron Burr - sir! - de Hamilton), por seu papel em "Uma Noite em Miami...".

O Brasil fica mais uma vez de fora da competição. O filme Bacurau não apareceu em nenhuma categoria este ano, perdendo, então, a chance de levar um Oscar. O filme não era elegível para a categoria de Melhor Filme Internacional, pois foi lançado em 2019 por aqui e foi candidato ao Oscar 2020. No entanto, no ano passado, o filme escolhido para representar o Brasil na pré-seleção foi A Vida Invisível, que acabou não chegando à seleção final. Apesar disso, Bacurau ainda poderia ter uma chance em outras categorias da premiação deste ano, pois o filme chegou ao circuito norte-americano somente em 2020. Seriam elas, as de Melhor Filme, Direção, Atuação e as categorias técnicas. Isso não é incomum, inclusive para o Brasil, em que tivemos, em 2004, quatro indicações para Cidade de Deus, e nenhuma incluía Filme Estrangeiro (antiga nomenclatura para Filme Internacional), porém é uma caminhada muito mais difícil.

Abaixo, confira a lista de indicados. A cerimônia será exibida no dia 25 de abril e você poderá conferir a transmissão no canal TNT.

MELHOR FILME

- "Meu Pai" (The Father)

- "Judas e o Messias Negro" (Judas and the Black Messiah)

- "Mank"

- "Minari"

- "Nomadland"

- "Bela Vingança" (Promising Young Woman)

- "O Som do Silêncio" (The Sound of Metal)

- "Os 7 de Chicago" (The Trial of Chicago 7)


MELHOR ATRIZ

- Viola Davis - "A Voz Suprema do Blues"

- Andra Day - "Estados Unidos Vs Billie Holiday"

- Vanessa Kirby - "Pieces of a Woman"

- Frances McDormand - "Nomadland"

- Carey Mulligan - "Bela Vingança"


MELHOR ATOR

- Riz Ahmed - "O Som do Silêncio"

- Chadwick Boseman - "A Voz Suprema do Blues"

- Anthony Hopkins - "Meu Pai"

- Gary Oldman - "Mank"

- Steven Yeun - "Minari"


MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

- Maria Bakalova - "Borat: Fita de Cinema Seguinte"

- Glenn Close - "Era Uma Vez Um Sonho"

- Olivia Colman - "Meu Pai"

- Amanda Seyfried - "Mank"

- Yuh-Jung Youn - "Minari"


MELHOR ATOR COADJUVANTE

- Sacha Baron Cohen - "Os 7 de Chicago"

- Daniel Kaluuya - "Judas e o Messias Negro"

- Leslie Odom Jr. - "Uma Noite em Miami..."

- Paul Raci - "O Som do Silêncio"

- Lakeith Stanfield - "Judas e o Messias Negro"


MELHOR DIREÇÃO

- Thomas Vinterberg - "Druk - Mais Uma Rodada"

- David Fincher - "Mank"

- Lee Isaac Chung - "Minari"

- Chloé Zhao - "Nomadland"

- Emerald Fennell - "Bela Vingança"


MELHOR ROTEIRO ORIGINAL

- "Judas e o Messias Negro"

- "Minari"

- "Bela Vingança"

- "O Som do Silêncio"

- "Os 7 de Chicago"


MELHOR ROTEIRO ADAPTADO

- "Borat: Fita de Cinema Seguinte"

- "Meu Pai"

- "Nomadland"

-"Uma Noite em Miami..."

- "O Tigre Branco"


MELHOR FILME INTERNACIONAL

- "Druk - Mais Uma Rodada" (Dinamarca)

- "Shao nian de ni" (Hong Kong)

- "Collective" (Romênia)

- "O Homem que Vendeu sua Pele" (Tunísia)

- "Quo vadis, Aida?" (Bósnia e Herzegovina)


MELHOR ANIMAÇÃO

- "Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica"

- "A Caminho da Lua"

- "Shaun, o Carneiro: O Filme - A Fazenda Contra-Ataca"

- "Soul"

- "Wolfwalkers"


MELHOR FOTOGRAFIA

- "Judas e o Messias Negro"

- "Mank"

- "Relatos do Mundo"

- "Nomadland"

- "Os 7 de Chicago"


MELHOR FIGURINO

- "Emma"

- "A Voz Suprema do Blues"

- "Mank"

- "Mulan"

- "Pinóquio"


MELHOR EDIÇÃO 

- "Meu Pai"

- "Nomadland"

- "Bela Vingança"

- "O Som do Silêncio"

- "Os 7 de Chicago"


CABELO E MAQUIAGEM

- "Emma"

- "Era Uma Vez Um Sonho"

- "A Voz Suprema do Blues"

- "Mank"

- "Pinóquio"


MELHOR TRILHA SONORA

- "Destacamento Blood"

- "Mank"

- "Minari"

- "Relatos do Mundo"

- "Soul"


MELHOR CANÇÃO ORIGINAL

- "Fight for You" - "Judas e o Messias Negro"

- "Hear my Voice" - "Os 7 de Chicago"

- "Husavik" - "Festival Eurovision da Canção: A Saga de Sigrit e Lars"

- "Io Sì" - "Rosa e Momo"

- "Speak Now" - "Uma Noite em Miami..."


MELHOR DESIGN DE PRODUÇÃO

- "Meu Pai"

- "A Voz Suprema do Blues"

- "Mank"

- "Relatos do Mundo"

- "Tenet"


MELHOR SOM

- "Greyhound: Na Mira do Inimigo"

- "Mank"

- "Relatos do Mundo"

- "Soul"

- "O Som do Silêncio"


EFEITOS VISUAIS

- "Problemas Monstruosos"

- "O Céu da Meia-Noite"

- "Mulan"

- "O Grande Ivan"

- "Tenet"


MELHOR DOCUMENTÁRIO

- "Collective"

- "Crip Camp: Revolução pela Inclusão"

- "Agente Duplo"

- "Professor Polvo"

- "Time"


MELHOR DOCUMENTÁRIO DE CURTA-METRAGEM

- "Collette"

- "A Concerto is a Conversation"

- "Do Not Split"

- "Hunger Ward"

- "Uma Canção para Latasha"


MELHOR CURTA DE ANIMAÇÃO

- "Toca"

- "Genius Loci"

- "Se Algo Acontecer... Te Amo"

- "Opera"

- "Yes-People"


MELHOR CURTA-METRAGEM EM LIVE-ACTION

- "Feeling Through"

- "The Letter Room"

- "The Present"

- "Two Distant Strangers"

- "White Eye"




Créditos


Texto: Júlia Capuano

Revisão: Júlia Capuano



«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga