Menu
» » » » » » » OSCAR 2021: Conheça os Vencedores


Júlia Capuano 26.4.21

Fundo marrom. Na esquerda a estatueta dourada do Oscar (figura de homem magro com músculos marcados, as mãos juntas na altura do peito e segurando uma espada que segue verticalmente até os pés). A base da estatueta é preta e circular, lembrando um antigo rolo de filme. No centro da imagem, a palavra OSCARS em letras maiúsculas douradas, e a silhueta da estatueta dentro do A.


Ontem (25), aconteceu a 93ª cerimônia do Oscar, a maior premiação do cinema americano. A noite não foi comandada por um apresentador único, como acontece geralmente, e gerou surpresas em algumas categorias.

A cerimônia ocorreu de forma totalmente presencial, porém com algumas precauções. Geralmente, a premiação acontece no Dolby Theater, famoso teatro em Los Angeles. Já neste ano, o Oscar foi dividido entre o Dolby Theater e a estação de trem Los Angeles Union Station. Isso ocorreu para que não houvesse uma aglomeração muito grande em um único espaço. A ideia dos produtores desta edição era a de fazer com que a premiação parecesse mais um filme do que uma cerimônia típica. No entanto, a sensação era a de estarmos vendo uma versão mais simples do Globo de Ouro.

Por conta da pandemia da Covid-19, várias características da premiação foram cortadas, como as apresentações e esquetes entre uma categoria e outra, a constante interação dos apresentadores com o público etc. Também foram cortados os vídeos de apresentação dos indicados a Melhor Filme.

Neste ano, algumas mudanças foram marcantes ao se tratar de representatividade e inclusão. Os filmes "O Som do Silêncio" e "Crip Camp" traziam temáticas de inclusão de PCDs. Algumas categorias foram apresentadas em ASL (American Sign Language), a língua americana de sinais, e havia uma rampa que levava ao palco, além da habitual escada. Essas mudanças, ainda que pequenas, são essenciais e esperamos que continuem futuramente, mesmo que não haja filmes indicados com essa temática.

A cerimônia seguiu uma ordem de apresentação de categorias muito diferente do habitual. Nos anos anteriores a última categoria da noite, a principal, era a de Melhor Filme. Este ano, porém, a última categoria apresentada foi a de Melhor Ator. Especula-se que essa mudança tenha ocorrido por conta do grande favoritismo do ator Chadwick Boseman, indicado postumamente por sua performance maravilhosa em "A Voz Suprema do Blues", nesta categoria. No entanto, a grande surpresa da noite foi Anthony Hopkins levar para casa esta estatueta por sua atuação em "Meu Pai", o que, apesar de merecido, gerou um certo anticlímax no encerramento da premiação.

Nas categorias principais, além de Hopkins, tivemos Daniel Kaluuya levando a estatueta de Melhor Ator Coadjuvante por seu brilhante papel em "Judas e o Messias Negro", a atriz coreana Yuh-Jung Youn como Melhor Atriz Coadjuvante por sua incrível performance em "Minari", e Frances McDormand, conquistando seu terceiro Oscar, como Melhor Atriz por sua impecável interpretação no filme "Nomadland". Além das categorias de atuação, tivemos Chloé Zhao vencendo Melhor Direção, por "Nomadland", se consagrando como a primeira mulher não branca a ser premiada nesta categoria (além de ser a segunda mulher na história do Oscar a levar esta estatueta).

Confira abaixo a lista completa dos vencedores do Oscar 2021:

MELHOR FILME

- "Meu Pai"

- "Judas e o Messias Negro"

- "Mank"

- "Minari"

- "Nomadland" - VENCEDOR

- "Bela Vingança"

- "O Som do Silêncio"

- "Os 7 de Chicago"


MELHOR ATRIZ

- Viola Davis - "A Voz Suprema do Blues"

- Andra Day - "Estados Unidos Vs Billie Holiday"

- Vanessa Kirby - "Pieces of a Woman"

- Frances McDormand - "Nomadland"VENCEDORA

- Carey Mulligan - "Bela Vingança"


MELHOR ATOR

- Riz Ahmed - "O Som do Silêncio"

- Chadwick Boseman - "A Voz Suprema do Blues"

- Anthony Hopkins - "Meu Pai"VENCEDOR

- Gary Oldman - "Mank"

- Steven Yeun - "Minari"


MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

- Maria Bakalova - "Borat: Fita de Cinema Seguinte"

- Glenn Close - "Era Uma Vez Um Sonho"

- Olivia Colman - "Meu Pai"

- Amanda Seyfried - "Mank"

- Yuh-Jung Youn - "Minari"VENCEDORA


MELHOR ATOR COADJUVANTE

- Sacha Baron Cohen - "Os 7 de Chicago"

- Daniel Kaluuya - "Judas e o Messias Negro"VENCEDOR

- Leslie Odom Jr. - "Uma Noite em Miami..."

- Paul Raci - "O Som do Silêncio"

- Lakeith Stanfield - "Judas e o Messias Negro"


MELHOR DIREÇÃO

- Thomas Vinterberg - "Druk - Mais Uma Rodada"

- David Fincher - "Mank"

- Lee Isaac Chung - "Minari"

- Chloé Zhao - "Nomadland"VENCEDORA

- Emerald Fennell - "Bela Vingança"


MELHOR ROTEIRO ORIGINAL

- "Judas e o Messias Negro"

- "Minari"

- "Bela Vingança"VENCEDOR

- "O Som do Silêncio"

- "Os 7 de Chicago"


MELHOR ROTEIRO ADAPTADO

- "Borat: Fita de Cinema Seguinte"

- "Meu Pai"VENCEDOR

- "Nomadland"

-"Uma Noite em Miami..."

- "O Tigre Branco"


MELHOR FILME INTERNACIONAL

- "Druk - Mais Uma Rodada" (Dinamarca)VENCEDOR

- "Shao nian de ni" (Hong Kong)

- "Collective" (Romênia)

- "O Homem que Vendeu sua Pele" (Tunísia)

- "Quo vadis, Aida?" (Bósnia e Herzegovina)


MELHOR ANIMAÇÃO

- "Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica"

- "A Caminho da Lua"

- "Shaun, o Carneiro: O Filme - A Fazenda Contra-Ataca"

- "Soul"VENCEDOR

- "Wolfwalkers"


MELHOR FOTOGRAFIA

- "Judas e o Messias Negro"

- "Mank"VENCEDOR

- "Relatos do Mundo"

- "Nomadland"

- "Os 7 de Chicago"


MELHOR FIGURINO

- "Emma"

- "A Voz Suprema do Blues"VENCEDOR

- "Mank"

- "Mulan"

- "Pinóquio"


MELHOR EDIÇÃO 

- "Meu Pai"

- "Nomadland"

- "Bela Vingança"

- "O Som do Silêncio"VENCEDOR

- "Os 7 de Chicago"


CABELO E MAQUIAGEM

- "Emma"

- "Era Uma Vez Um Sonho"

- "A Voz Suprema do Blues"VENCEDOR

- "Mank"

- "Pinóquio"


MELHOR TRILHA SONORA

- "Destacamento Blood"

- "Mank"

- "Minari"

- "Relatos do Mundo"

- "Soul"VENCEDOR


MELHOR CANÇÃO ORIGINAL

- "Fight for You" - "Judas e o Messias Negro"VENCEDOR

- "Hear my Voice" - "Os 7 de Chicago"

- "Husavik" - "Festival Eurovision da Canção: A Saga de Sigrit e Lars"

- "Io Sì" - "Rosa e Momo"

- "Speak Now" - "Uma Noite em Miami..."


MELHOR DESIGN DE PRODUÇÃO

- "Meu Pai"

- "A Voz Suprema do Blues"

- "Mank"VENCEDOR

- "Relatos do Mundo"

- "Tenet"


MELHOR SOM

- "Greyhound: Na Mira do Inimigo"

- "Mank"

- "Relatos do Mundo"

- "Soul"

- "O Som do Silêncio"VENCEDOR


EFEITOS VISUAIS

- "Problemas Monstruosos"

- "O Céu da Meia-Noite"

- "Mulan"

- "O Grande Ivan"

- "Tenet"VENCEDOR


MELHOR DOCUMENTÁRIO

- "Collective"

- "Crip Camp: Revolução pela Inclusão"

- "Agente Duplo"

- "Professor Polvo"VENCEDOR

- "Time"


MELHOR DOCUMENTÁRIO DE CURTA-METRAGEM

- "Collette"VENCEDOR

- "A Concerto is a Conversation"

- "Do Not Split"

- "Hunger Ward"

- "Uma Canção para Latasha"


MELHOR CURTA DE ANIMAÇÃO

- "Toca"

- "Genius Loci"

- "Se Algo Acontecer... Te Amo"VENCEDOR

- "Opera"

- "Yes-People"


MELHOR CURTA-METRAGEM EM LIVE-ACTION

- "Feeling Through"

- "The Letter Room"

- "The Present"

- "Two Distant Strangers"VENCEDOR

- "White Eye"



Créditos


Texto: Júlia Capuano

Revisão: Júlia Capuano




«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga