Menu
» » » » » » » Superman & Lois | Review com spoilers da 1ª temporada


Júlia Capuano 22.8.21

Jordan Kent, jovem branco de olhos azuis e cabelos negros cacheados, Superman, homem branco de olhos claros e cabelos pretos, Lois Lane, mulher branca de olhos azuis e cabelos castanhos lisos e compridos, e Jonathan Kent, jovem branco de olhos azuis e cabelos loiros.


Chegou ao fim a primeira temporada da série "Superman & Lois", do canal de televisão CW e da Warner Bros. A série é um spin-off de "Supergirl", desenvolvida por Todd Helbing (produtor de Flash) e estreou nos Estados Unidos no dia 23 de fevereiro de 2021. No Brasil, a série está disponível na HBO Max


ATENÇÃO! Esse review terá SPOILERS de "Superman & Lois". Leia com atenção.


A recepção do público não foi muito positiva quando o Superman de Tyler Hoechlin e a Lois Lane de Elizabeth Tulloch apareceram pela primeira vez nas outras séries do Arrowverse. As críticas foram diversas, mas aqui a opinião parece mudar. 


Cena de quadrinhos. O Superman segura, acima da cabeça, um carro verde batido e pessoas correm em volta.

A série inicia com um belo apanhado na história do Homem de Aço: como ele chegou à Terra, sua infância com a família Kent, a morte de seu pai, a descoberta de sua origem, o começo como herói e o encontro com Lois Lane no Planeta Diário. Toda essa sequência — que depois aparecerá de forma estendida no episódio 11 da temporada  é emocionante, faz belas homenagens aos quadrinhos e dá o tom certo, e que muitos fãs do herói tanto sentiam falta, ao personagem. A sequência se estende e mostra o casamento de Clark e Lois, o nascimento de seus dois filhos gêmeos, Jonathan (Jordan Elsass) e Jordan (Alex Garfin), e já deixa claro como os dois são diferentes um do outro e como a vida da família Kent não é perfeita.


Cena do seriado em homenagem a dos quadrinhos: o Superman colocando um carro verde amassado no chão enquanto pessoas observam.

Fica claro pelo título e por essa sequência inicial que o foco do seriado não é só o Superman, mas sim a dinâmica entre a família e a responsabilidade de herói. E esse é o ponto alto. Os efeitos especiais são bons, principalmente em comparação com o que já foi visto anteriormente nas séries do Arrowverse, e o plot envolvendo os antagonistas é interessante, porém o que realmente rouba a cena é a relação familiar entre os personagens.


Ambientação

Caixa de correio antiga escrito "Kent" e ao fundo a fazenda com a casa e o celeiro.


Apesar de ser o Superman, Clark não tem a família perfeita. Jonathan é descolado, tem uma namorada e é o quarterback do time da escola, enquanto Jordan é deslocado e sofre de questões psicológicas. Nenhum dos dois sabe que são filhos do Superman e, até aquele momento, também não apresentavam poderes como o pai. Lois suspeita de que Jonathan possa ser diferente pelo seu excelente desempenho no futebol americano, e por isso quer que os filhos saibam quem são, mas Clark teme que Jordan não tenha poder algum e se sinta mais deslocado ainda.

A família se muda de Metrópolis para Smallville depois que Martha Kent (Michele Scarabelli) falece e Clark perde o emprego no Planeta Diário. Lois também se demite pois o novo bilionário, Morgan Edge (Adam Rayner), que compra o jornal não permite que ela escreva certos assuntos.

Em Smallville, a família Kent se aproxima da família de Lana Lang (Emmanuelle Chriqui), ex namorada de Clark. Kyle (Erik Valdez), marido de Lana, é chefe dos bombeiros e grande entusiasta da vinda de Morgan Edge para a cidade, pois acredita que ele vai ajudar o pessoal de lá. Sarah (Inde Navarrette), a filha mais velha do casal, faz amizade com Jonathan e Jordan e se aproxima mais do último.


Filhos superpoderosos?


Jonathan Kent, vestindo blusa amarela, casaco esportivo e corrente no pescoço, e Jordan Kent, vestindo blusa preta de manga comprida. Ambos olham para frente e ao fundo a casa da família.


O mistério do primeiro episódio da série é se Jonathan e Jordan herdaram os poderes do Superman, e isso é mais ou menos desvendado nele mesmo. Um acidente acontece no celeiro da família Kent e barras de ferro caem em cima dos dois, mas eles saem intactos dali.

De início, pensamos ser Jonathan quem consegue parar as barras, mas logo descobrimos que foi Jordan. Com isso, Clark revela ser o Superman e ajuda Jordan a descobrir e treinar seus poderes. Até o fim da temporada, Jonathan não demonstra ter grandes habilidades, mas acredito que isso talvez seja explorado em uma próxima.


Antagonistas


Morgan Edge, homem de 40 anos, cabelos levemente grisalhos, olhos claros. Ele usa um traje parecido com o do Superman, porém preto e com gola alta e no peito um símbolo parecido com um S deitado.


O primeiro embate do Superman na série é contra um misterioso homem em uma armadura que se autodenomina Capitão Luthor (Wolé Parks). No entanto, mais pra frente descobrimos que, na verdade, ele se chama John Henry Irons e vem de outra versão da Terra.

Em seu mundo, ele trabalhava para Lex Luthor e era casado com Lois Lane, com quem tinha uma filha, Natalie (Tayler Buck). Lá, o Superman se voltou contra a população e destruiu tudo, matando, inclusive, Lois. Irons, então, resolve ir até esta Terra para destruir este Superman e evitar que aconteça o mesmo que em sua casa.

No entanto, o vilão principal da série é o bilionário Morgan Edge, que se instala em Smallville por conta de uma mina rica em Kryptonita-X. Ele promete para os cidadãos bons empregos e melhoria de vida, mas na verdade ele rouba os corpos das pessoas para hospedar as consciências de cidadãos kryptonianos.

Edge revela ser, não só kryptoniano também, cujo verdadeiro nome é Tal-Rho, mas irmão de Clark por parte de mãe, e possui, assim como Clark, uma Fortaleza da Solidão onde foi treinado pelo holograma de seu próprio pai, Zeta-Rho (A. C. Peterson), para restaurar o povo kryptoniano na Terra.


Lois Lane

Lois Lane, usando vestido preto e colar, olha para a frente dentro da sala da casa.


Lois não está no título do seriado só de enfeite. Ela é parte muito importante aqui e, para mim, a melhor personagem da série. Ela bate de frente com o bilionário que comprou o Planeta Diário e, em Smallville, entra para o jornal local, o The Smallville Gazette. Lá ela segue na cola de Morgan Edge e de suas ações suspeitas não só em Smallville, mas em outras cidades também. Ela arrisca a própria vida diversas vezes na investigação e, além de todo esse trabalho, ainda consegue lidar com os dois filhos adolescentes e as diferentes demandas de cada um. Sua personalidade é bem desenvolvida, sua presença é notada e essencial, e seus temores (como veremos a seguir) são muito bem explorados.

Ela é a alma e a liga da família e do seriado como um todo.


Depressão e luto

Lois Lane sentada no chão do quarto abraçando Jordan, que está tendo uma crise de ansiedade e chora.


Um ponto muito interessante mostrado na série é a humanidade dos personagens. Desde o início, vemos Jordan lidando com a depressão e o diagnóstico de transtorno de ansiedade social, porém, na minha opinião isso poderia ser melhor explorado.

Já o luto é bem desenvolvido. Primeiro, com Clark relembrando a morte do pai e vivendo a morte da mãe no começo da série, fica claro como nem mesmo o Superman é capaz de deter a finitude da vida. Ele lida novamente com a perda quando sua Fortaleza da Solidão é destruída e perde, assim, de vez  pelo menos por enquanto  o contato com seu pai biológico, Jor-El (Angus Macfadyen). Depois, com Lois, quando ela quase perde Jonathan e revive a perda do bebê que esperava quando os gêmeos eram crianças. Ela é obrigada a confrontar essa dor ao ver, no trailer de John Henry Irons, fotos dele e de sua filha  que tem o mesmo nome do bebê que perdeu  com a Lois do outro mundo, e logo depois quando Jonathan dispara a segurança do trailer e quase é metralhado, se não fosse pelo Superman chegando no último segundo para salvá-lo. Ela revive esse mesmo sentimento, mas dessa vez com Jordan, quando o menino é sequestrado por Edge e tem sua consciência tomada.

A questão da família é muito presente em toda a série, com Clark tentando ser o pai que os filhos precisam, Lois segurando as pontas e lidando com o seu próprio pai, o general Sam Lane (Dylan Walsh), que nunca esteve presente durante seu crescimento, mas quer dizer como a filha deve agir como mãe, Jonathan e Jordan lidando com os efeitos de serem filhos do Superman, e a relação complicada entre Lana e Kyle e como isso afeta Sarah.


Em suma, "Superman & Lois" foi um presente para os fãs do Homem de Aço, trazendo de volta as características do personagem que parecem um pouco perdidas nos cinemas, com homenagens aos quadrinhos e à versão de Christopher Reeve, vilões razoáveis, plot interessante e história familiar melhor ainda. Foi uma boa surpresa em 2021 e a sua segunda temporada já foi confirmada.



Créditos


Texto: Júlia Capuano

Revisão: Júlia Capuano

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga